@Verdade online @Verdade Online - Jornal que está a mudar Moçambique http://www.verdade.co.mz/component/content/frontpage Mon, 20 Nov 2017 15:20:25 +0000 Joomla! 1.5 - Open Source Content Management pt-pt 1º de Agosto, comandado por Leia, derrota Ferroviário de Maputo e conquista “Champions” feminina basquetebol http://www.verdade.co.mz/desporto/64073-1o-de-agosto-comandado-por-leia-derrota-ferroviario-de-maputo-e-conquista-champions-feminina-basquetebol http://www.verdade.co.mz/desporto/64073-1o-de-agosto-comandado-por-leia-derrota-ferroviario-de-maputo-e-conquista-champions-feminina-basquetebol Foto da FIBAE à terceira final o Ferroviário de Maputo não venceu a Taça dos Clubes Campeões Africanos em basquetebol seniores femininos. A moçambicana Leia Dongue conduziu o 1º de Agosto para a vitória sobre as “locomotivas” e para o seu terceiro título continental.

Depois de deixar para trás as então cinco vezes campeãs africanas, nas meias-finais, Deolinda Gimo abriu o placar no pavilhão multiusos da Kilamba mostrando a vontade das moçambicanas chegarem ao mais importante troféu de clubes.

Mas outra moçambicana mostrou mais vontade de chegar ao título, Leia empatou, e Alicia Devaughn fez a cambalhota no marcador. As campeãs moçambicanas empataram, por duas vezes, mas a equipa angolana saiu do 1º período com vantagem de 4 pontos.

Odélia Mafanela, que conduziu as “locomotivas” na meia-final, voltou ao comando e as nossas campeãs mantinham a desvantagem curta, Elisabeth Pereira ainda reduziu mais com um triplo mas uma “bomba” de Elisabeth Mateus deixou o resultado em 23 a 32 pontos no intervalo.

As rainhas Leia Dongue e Alicia Devaughn

Odélia (14 pontos, 7 ressaltos, 1 roubo) abriu o placar no 3º período e Ingvild Mucauro seguiu-lhe colocando a desvantagem em 4 pontos, mas respondendo a uma “bomba” de Ana Susana Jaime Leia puxou dos galões e voltou a abriu vantagem de 10 pontos para as angolanas e beneficiando dos muitos ataques desperdiçados pelas nossas campeãs entraram para o derradeiro período com uma liderança de 16 pontos.

A pequena Anabela Cossa (14 pontos) tentava manter o Ferroviário na disputa, acertou duas “bombas”, mas Leia (23 pontos, 10 ressaltos e 3 roubos)e a norte-americana Alicia Devaughn estavam intratáveis carregando o 1º de Agosto para o seu terceiro título continental.

Foto da FIBAO Ferroviário que disputou a sua terceira final da “Champions” do basquetebol, por ironia do destino, esteve no primeiro título conquistado pela equipa angolana em 2006, no torneio disputado em Libreville.

O bronze ficou com as nigerianas do First Bank que derrotaram o Inter Clube por 70 a 61 pontos.

A jogadora mais valiosa(MVP) do torneio foi Alicia Devaughn (1º de Agosto) que partilhou um lugar no cinco ideal com Italee Lucas (Inter Clube) Dominique Wilson (First Bank) Gisela Vega (Ferroviário de Maputo) e Leia Dongue (1º de Agosto).

]]>
averdademz@gmail.com (Adérito Caldeira) frontpage Mon, 20 Nov 2017 05:31:58 +0000
“Disseminar a filosofia e o objectivo do ensino bilingue” pode ajudar as comunidades a entendê-lo http://www.verdade.co.mz/nacional/64072-disseminar-a-filosofia-e-o-objectivo-do-ensino-bilingue-pode-ajudar-as-comunidades-a-entende-lo http://www.verdade.co.mz/nacional/64072-disseminar-a-filosofia-e-o-objectivo-do-ensino-bilingue-pode-ajudar-as-comunidades-a-entende-lo As calorosas discordâncias e discussões de que o ensino bilingue em Moçambique tem alvo começam a ficar para atrás e já se vislumbram resultados promissores, concluíram, semana finda, os diferentes intervenientes na implementação deste projecto, reunidos na II conferência nacional sobe educação bilingue. Todavia, reconheceram que ainda há desafios para assegurar que se tenha alunos mais participativos nas salas de aula e aprendam, efectivamente, nas suas próprias línguas maternas e não apenas num único idioma (português) que lhes é, muitas vezes, estranho.

Alguns desses desafios são a falta de vocabulário próprio, elevados custos para assegurar a implementação do ensino bilingue e a multiplicidade das línguas maternas. Esta situação faz surgir um outro problema, o de padronização para que se saiba, efectivamente, o número exacto das mesmas.

Aliás, há anos, elaborou-se um projeto nesse sentido, submetido ao então Ministério da Cultura mas não se sabe se o documento existe.

Segundo o académico Rafael Sendela, a implementação do multilinguismo na 1a. 2a e 3a classes é acompanhada por aquilo que ele considerou “turbulência”, porque são necessários muitos materiais didácticos, enquanto da 4a classe em diante o trabalho é menos pesado.

“Neste momento, não se está a pensar se o ensino bilingue vai ou não funcionar”, disse Sendela, sublinhando que uma vez o processo iniciado, é para avançar.

O Governo deve “disseminar a filosofia e o objectivo do ensino bilingue” para seja devidamente percebido, especialmente pelas comunidades. Os professores só podem “transmitir e contaminar” os alunos com conhecimento se dominarem diferentes metodologias de ensino.

Durante o evento a que nos referimos, defendeu-se a necessidade de intensificar a formação de professores para essa área, pois um docente que fala uma determinada língua materna não faz dele competentes para ensinar essa mesma língua.

Para Sendela, diz-se que o ensino bilingue é ou pode ser um fiasco porque os pedagogos não conseguem usar métodos adequados para transmitir conhecimento aos seus alunos. É imperioso, principalmente, que haja domínio do que se ensina.

“É preciso transmitir e contaminar (...). Ninguém ama o que não conhece (...)”, disse o orador, apontando como outro desafio a necessidade de se “disseminar a filosofia e o objectivo do ensino bilingue”.

O português, considerado língua oficial no país desde a proclamação da independência em 1975, passou a ser um idioma obrigatório e unicamente reconhecido para o processo de ensino, num cenário em que mais de 80 porcento de crianças que entram para a escola não o conhecem.

Há poucos anos, o Governo decidiu inverter o cenário, passando a valorizar as línguas nacionais como um instrumento de instrução, sobretudo porque a própria Constituição da República as reconhece como património cultural e educacional (...).

Por sua vez, o académico Feliciano Chimbutana defendeu que o ensino bilingue no país deve acompanhar a descentralização em curso, devendo os municípios, os distritos e as províncias liderar os processos implementados pelas respectivas autoridades.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=emildo-sambo}) frontpage Mon, 20 Nov 2017 05:29:39 +0000
Polícia na Beira volta a fazer vítimas com balas reais http://www.verdade.co.mz/newsflash/64071-policia-na-beira-volta-a-fazer-vitimas-com-balas-reais- http://www.verdade.co.mz/newsflash/64071-policia-na-beira-volta-a-fazer-vitimas-com-balas-reais- Dois supostos ladrões à mão armada feridos, um dos quais em estado grave, uma mulher civil e um agente da Polícia da República de Moçambique (PRM) também feridos, é o resultado de uma operação policial que visava deter indivíduos acusados de assaltar uma cidadã à entrada de uma agência do Banco Único (BU), no bairro da Munhava, na cidade da Beira.

Não se sabe por que carga de águas, mas uma mulher identificada pelo nome de Zarina Gildo, funcionária de uma empresa privada denominada Ferrox, foi incumbida a tarefa de se dirigir àquele banco, sozinha, na manhã da passada quinta-feira (16), para depositar pouco mais de 720 mil meticais.

Entretanto, os amigos do alheio parece que vigiavam a vítima e estavam algures à espera do momento certo para entrarem em acção. A senhora não passou da porta do banco, porque logo à entrada foi interceptada e arrancada todo o dinheiro.

A Polícia disse que a ousadia dos presumíveis bandidos foi de tal sorte que não só apoderaram-se do dinheiro em causa à luz do dia, como também confrontaram os elementos da corporação com tiros.

Por conseguinte, dois meliantes que respondem pelos nomes de Rachide Alberto e Stélio Jorge, todos sob cuidados no Hospital Central da Beira (HCB), foram baleados.

O primeiro está em estado grave, enquanto o segundo contraiu escoriações que não exigem cuidados intensivos. Este último alegou que é inocente. A sua detenção aconteceu quando estava na boleia de Rachide Alberto.

De repente, ele o amigo foram interpelados por polícia à paisana, o qual lhe mandou colocar as mãos no ar e não efectuar qualquer movimento sob pena de ser baleado. “Cheguei a pensar que se tratava de um bandido. Não tínhamos arma senão o próprio polícia que nos baleou”, comentou Stélio Jorge.

Durante a operação, um membro da PRM foi ferido a coxa direita e uma mulher foi igualmente ferida num dos pés por uma outra bala supostamente perdida. Ela de passagem numa zona próxima ao local do tiroteio.

Os factos foram confirmados por Daniel Macuácua, porta-voz da PRM, em Sofala.

Refira-se que os bairros da Munhava e de Matacuane são apenas alguns exemplos de locais onde a PRM tirou a vida de cidadãos indefesos na Beira, com recurso a balas reais.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Mon, 20 Nov 2017 05:28:25 +0000
Destituído da liderança da ZANU-PF, Mugabe não se demite e anuncia que vai presidir a transição http://www.verdade.co.mz/africa/64070-destituido-da-lideranca-da-zanu-pf-mugabe-nao-se-demite-e-anuncia-que-vai-presidir-a-transicao http://www.verdade.co.mz/africa/64070-destituido-da-lideranca-da-zanu-pf-mugabe-nao-se-demite-e-anuncia-que-vai-presidir-a-transicao Destituído da presidência da União Nacional Africana de Zimbabwe-Frente Patriótico (ZANU-PF), Robert Mugabe não anunciou a sua saída da presidência do Zimbabwe num comunicado ao país transmitido pela televisão estatal neste domingo(19), como era esperado, e afirmou que vai presidir o processo de transição no país vizinho de Moçambique.

Após pressão de seu partido para renunciar à presidência do Zimbabwe, Robert Mugabe, líder do país há 37 anos, fez neste domingo (19) um longo discurso na TV estatal ZBC (Zimbabwe Broadcasting Corporation), mas não renunciou.

Horas antes o Comité Central do seu partido ZANU-PF decidiu destituir Mugabe da liderança e para substitui-lo indicou o ex-vice-presidente Emmerson Mnangagwa.

Antes da reunião, realizada a porta fechada, o presidente do Comité, Obert Mpofu, referiu-se a Mugabe perante a imprensa local como "presidente em fim de mandato" e celebrou a intervenção das Forças Armadas, que abrem uma "nova era, não só para o partido mas para o país".

Mas após esse ultimato, que seguiu-se a uma grande manifestação popular que no sábado(18) exigiu o seu abandono do poder, Mugabe voltou a reunir-se com os militares que na passada terça-feira deram início a rebelião e fez um discurso na TV estatal em seguida.

"Eu acredito que as questões que foram me trazidas vêm da vontade de garantir a estabilidade do país", disse, reforçando que a lei e a ordem do Zimbabwe devem ser preservadas. O discurso foi lido pausadamente.

Mugabe trocou até algumas páginas, num incidente que revela alguma fragilidade do homem que está há quase quatro décadas à frente do Zimbabwe. Mas se as páginas se podem trocar, as convicções não.

"Eu estou feliz que os pilares do estado permanecem funcionais", disse. "Há uma tradição de resistência, que é o nosso legado", concluiu. Durante o pronunciamento, Mugabe também se referiu à economia do país, que está numa "situação difícil". "Vamos inaugurar uma nova cultura de trabalho [...] que vai mudar a nossa economia".

Robert Mugabe terminou o discurso dizendo "obrigado e boa noite".

Aguardam-se pronunciamentos dos militares que controlam o país mas a decisão do Comité Central do ZANU-PF facilita o caminho para que o Parlamento aprove uma moção de censura para expulsar Mugabe.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Mon, 20 Nov 2017 05:26:00 +0000
Festival Standard Bank Acácia Jazz: Depositantes nas ATM's habilitam-se a ganhar bilhetes http://www.verdade.co.mz/economia/64069-festival-standard-bank-acacia-jazz-depositantes-nas-atms-habilitam-se-a-ganhar-bilhetes http://www.verdade.co.mz/economia/64069-festival-standard-bank-acacia-jazz-depositantes-nas-atms-habilitam-se-a-ganhar-bilhetes O Standard Bank vai oferecer aos seus clientes 10 bilhetes duplos de acesso ao festival Standard Bank Acácia Jazz, agendado para 30 de Novembro, e que encerra com chave de ouro o mês em que a cidade de Maputo celebra os seus 130 anos.

Os ingressos serão atribuídos por sorteio aos clientes que efectuarem depósito nas ATM’s para depósitos, no período entre 15 e 27 de Novembro.

As ATMs para depósitos do Standard Bank são caixas automáticas que conferem comodidade, autonomia e flexibilidade de atendimento 24 horas por dia, por permitirem que o cliente deposite dinheiro, pessoalmente, na sua conta, sem intervenção de um gestor bancário.

Estas ATMs estão habilitadas para receber notas, contá-las mesmo sem estarem arrumadas, identificar e rejeitar as notas falsas, devolvendo-as ao depositante.

A introdução desta inovação tecnológica resulta da jornada digital, iniciada pelo banco nos últimos anos, consistindo na melhoria dos seus sistemas, por forma a tornar os processos mais simples e ainda possibilitar aos clientes o acesso rápido e instantâneo ao banco a partir de qualquer lugar, através de plataformas electrónicas.

Importa realçar que o festival terá como figura de cartaz o músico moçambicano de classe mundial Jimmy Dludlu, autor da melhor música – “Ha Deva” - de 2016 no Ngoma Moçambique.

Juntar-se-ão ao Jimmy Dludlu os artistas Judith Sephuma, da África do Sul, Oliver Mtukudzi, do Zimbabwe, e a conhecida Banda Kakana, de Moçambique, liderada pela excelente vocalista Yolanda e o exímio guitarrista Jimmy Gwaza.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=publicidad}) frontpage Mon, 20 Nov 2017 05:20:27 +0000
@Verdade Editorial: Somos um povo generoso ou estúpido? http://www.verdade.co.mz/opiniao/editorial/64056-verdade-editorial-somos-um-povo-generoso-ou-estupido http://www.verdade.co.mz/opiniao/editorial/64056-verdade-editorial-somos-um-povo-generoso-ou-estupido A cada dia que passa fica evidente que os dirigentes e gestores deste país o único sentido de economia que têm é o de esbanjamento desenfreado dos bens públicos. Não é preciso ser um especialista em economia para prever o abismo em que o povo moçambicano tem sido forçosamente empurrado nos últimos tempos. Basta apenas ter o conhecimento semelhante à de milhares de moçambicanos, sobretudo as donas de casa cujo único sentido de economia que conhecem é o de gerir durante um mês 10 quilos de farinha de milho, cinco litros de óleo vegetal e uma lâmina de carapau congelado com um agregado familiar-tipo em Moçambique com pelo menos cinco pessoas.

Isto vem a propósito de inúmeras situações anormais que temos vindo assistir, não obstante a crise financeira sem precedentes que tem fustigado os bolsos dos moçambicanos. Esta semana, os moçambicanos voltaram a ser surpreendidos com a notícia do aumento dos preços de combustíveis, sufocando mais a população. Como se isso no bastasse, o Governo da Frelimo gastou 560 milhões de meticais na aquisição de aeronave executiva Bombardier, modelo Challenger 850, para para o uso específico do Presidente da República, embora o ministro dos Transportes e Comunicações tenha desmentido essa possibilidade.

Os moçambicanos tem assistido o seu poder de compra a cair de forma drástica quase todos os dias. Além disso, a população debate-se com problemas de falta de transportes, unidades sanitárias, escolas e vias de acesso para o seu bem-estar e o desenvolvimento do país. Porém, o Governo continua em investir em coisas que não traz nenhum benefício para a população, como é o caso da aeronave executiva que provocou um rombo nos cofres do Fundo de Desenvolvimento dos Transportes (FTC), instituição subordinado ao Ministério dos Transportes e Comunicações.

Diante de toda essa realidade, incluindo a isenção fiscais de três décadas que se pretende dar a ENI e ANADARKO, deixa qualquer indivíduo atónito e com uma dúvida: ou somos um povo rico, ou um povo generoso, ou um povo rico e generoso. Porque só mesmo um povo rico e generoso dá-se ao luxo de aceitar todas essas situações anormais que postergam o seu desenvolvimento. O mais impressionante é que esta situação verifica-se num país onde pouco mais da metade da população encontra-se numa situação de pobreza extrema.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Fri, 17 Nov 2017 05:59:24 +0000
80 autocarros doados pela China: "Necessárias medidas rigorosas de manutenção e reparação" - Carlos Mesquita http://www.verdade.co.mz/economia/64068-80-autocarros-doados-pela-china-qnecessarias-medidas-rigorosas-de-manutencao-e-reparacaoq-carlos-mesquita http://www.verdade.co.mz/economia/64068-80-autocarros-doados-pela-china-qnecessarias-medidas-rigorosas-de-manutencao-e-reparacaoq-carlos-mesquita No âmbito das medidas do Governo visando a melhoria do transporte público urbano de passageiros, o Ministério dos Transportes e Comunicações recebeu, na quinta-feira, 16 de Novembro, um lote de 80 autocarros doados pela República Popular da China e que deverão servir, a partir dos próximos dias, as cidades com maiores necessidades deste serviço.

A chegada destas unidades ao País acontece numa altura em que está em curso um conjunto de reformas, tendentes a melhorar o transporte público urbano de passageiros, nomeadamente o processo de aquisição de 300 autocarros, que já está na fase final, a concessão de rotas e a reestruturação das empresas municipais do sector.

Inclui-se neste processo de reformas a recente criação, pelo Governo, da Agência Metropolitana de Maputo, para promover um sistema de transportes assente num planeamento integrado e coordenado nos municípios de Maputo, Matola e Boane e no distrito de Marracuene.

Na ocasião, Carlos Mesquita, ministro dos Transportes e Comunicações, referiu que “a chegada dos 80 autocarros vai contribuir para a mitigação da problemática do transporte público urbano de passageiros que aflinge os nossos cidadãos”.

Entretanto, Carlos Mesquita mostrou-se preocupado com a questão da durabilidade dos autocarros, tendo, por isso, defendido a necessidade de o reforço da frota ser acompanhado por medidas rigorosas de manutenção e reparação dos meios para permitir que estes durem o tempo de vida concebido pelo fabricante.

Neste sentido, e com vista ao alcance deste desiderato, segundo o ministro, “estamos a terminar um pacote de reorganização da gestão oficinal, que consistirá na fusão dos serviços de manutenção das empresas municipais de transporte de Maputo e Matola, integrando a exploração e rentabilização da Oficina de Reparação e Manutenção de Autocarros da Matola”.

Por seu turno, o embaixador da China em Moçambique, Su Jian, referiu que a doação destes meios visa responder à cada vez crescente procura pelo transporte público nas cidades de Maputo, Matola e áreas adjacentes, impulsionada pelo desenvolvimento urbano.

“Nas relações de cooperação cino-moçambicanas, colocamos como prioridade a resposta às necessidades mais urgentes da população moçambicana, como é o caso do transporte urbano de passageiros. É nesse âmbito que fizemos esta doação, que é a segunda do género”, explicou Su Jian. “Pretendemos ajudar o Governo moçambicano a melhorar os serviços de transporte, através de meios eficientes, confortáveis e que, acima de tudo, ofereçam segurança aos cidadãos”, acrescentou o diplomata.

Importa realçar que, para além da doação dos autocarros, a República Popular da China vai oferecer peças e acessórios, bem como formar os motoristas e técnicos moçambicanos que vão garantir, respectivamente, a operação e manutenção sustentáveis dos meios.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=publicidad}) frontpage Mon, 20 Nov 2017 05:16:05 +0000
Em 24 horas, Polícia mata mais três presumíveis meliantes na capital de Moçambique http://www.verdade.co.mz/newsflash/64054-em-24-horas-policia-mata-mais-tres-presumiveis-meliantes-na-capital-de-mocambique http://www.verdade.co.mz/newsflash/64054-em-24-horas-policia-mata-mais-tres-presumiveis-meliantes-na-capital-de-mocambique Mais três supostos raptores e assaltantes à mão armada foram mortos a tiros, na noite de quarta-feira (15), na zona baixa da capital moçambicana, durante uma alegada troca de tiros com a Polícia da República de Moçambique (PRM). É o segundo grupo de cidadãos assassinados em 24 horas, o que totaliza nove vítimas.

A corporação disse que os malogrados, que se faziam transportar numa viatura com a chapa de inscrição MMR–08–45, raptaram uma criança no bairro de Albazine, a qual foi mantida em cativeiro algures na baixa da urbe.

Quando eles se aperceberam na presença da Polícia abriram fogo enquanto tentavam fugir. Ao todo eram seis indivíduos, três dos quais conseguiram escapar, disse Orlando Modumane, porta-voz da Polícia.

Aliás, dos três mortos, um deles era procurado pela corporação depois de ter fugido das celas da cadeia de Máxima Segurança, vulgo Boa, anexas ao Comando da PRM na cidade de Maputo.

Ainda de acordo a PRM, no carro dos finados foram encontradas três armas de fogo do tipo AK-47 disse Modumane.

Na noite de terça-feira (14), seis prováveis bandidos armados, cujas identidades não foram reveladas, morreram também vítimas de disparos efectuados pela Polícia, na periferia da cidade de Maputo. A corporação disse que o grupo cometia desmanados também no município da Matola.

Segundo Modumane, a quadrilha encontrou a morte durante uma troca de tiros com os agentes da Lei e Ordem, que desbarataram um alegado plano de assalto a um estabelecimento comercial, no bairro do Zimpeto, concretamente nas proximidades do Estádio Nacional do Zimpeto.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Fri, 17 Nov 2017 05:52:53 +0000
Parlamento aprovou 30 anos de isenções fiscais para ENI e ANADARKO http://www.verdade.co.mz/destaques/democracia/64053-parlamento-aprovou-30-anos-de-isencoes-fiscais-para-eni-e-anadarko http://www.verdade.co.mz/destaques/democracia/64053-parlamento-aprovou-30-anos-de-isencoes-fiscais-para-eni-e-anadarko A Assembleia da República aprovou nesta quinta-feira(16) a revisão da Lei sobre o Regime Específico de Tributação e Benefícios Fiscais das Operações Petrolíferas que vai permitir as multinacionais ENI e ANARDARKO manterem durante três décadas as isenções fiscais que negociaram secretamente com o Governo de Filipe Nyusi.

Tal como o @Verdade havia prognosticado o Parlamento apenas chancelou a proposta de revisão do artigo 40 da Lei nº27/2014 que estabelece o Regime Específico de Tributação e de Benefícios Fiscais das Operações Petrolíferas e que vai permitir as multinacionais que vão explorar o gás natural existente na Bacia do Rovuma manterem as isenções fiscais que demandaram do Governo para iniciarem os seus investimentos.

Embora a Lei revista condicione a estabilidade fiscal a um investimento mínimo de 100 milhões de dólares norte-americanos, também como o @Verdade havia alertado é uma quantia irrisória para estas multinacionais.

Esta semana o Al Walker, chairman, presidente e CEO da ANADARKO anunciou que a empresa vai investir em Moçambique pelo menos 150 milhões de dólares só em 2018, para realizar a sua porção de investimento na fábrica flutuante de gás natural liquefeito(FLNG no acrónimo em língua inglesa) que vai ser instalado no campo de Coral Sul, na província de Cabo Delgado, em parceria com a ENI.

O @Verdade apurou que entre outros incentivos fiscais a ENI e a ANADARKO têm isenção do Imposto sobre o Valor Acrescentado, da Taxa Libertória, da Taxa de Concessão e de Royalties, que ao abrigo desta mudança na Lei deverão manter até ao término das suas concessões.

O Governo projectou um impacto orçamental de pouco mais de um milhão de meticais, mas a verdade é que com a revisão desta Lei biliões de meticais deixarão de entrar no erário.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=aderito-caldeira}) frontpage Fri, 17 Nov 2017 05:50:31 +0000
Pergunta a Tina: quando transo não levo nem sequer dois minutos sem ter esporado http://www.verdade.co.mz/pergunte-a-tina/64052-pergunta-a-tina-quando-transo-nao-levo-nem-sequer-dois-minutos-sem-ter-esporado http://www.verdade.co.mz/pergunte-a-tina/64052-pergunta-a-tina-quando-transo-nao-levo-nem-sequer-dois-minutos-sem-ter-esporado Bom dia mana Tina, eu sou Júlio, tenho 24 anos de idade. Estou a passar sérios problemas com a excitação, fico mesmo uma semana sem ter me excitado. Sempre que estou com a minha parceira mesmo ela me tocar de que jeito, não fico excitado, por outras vezes posso até ficar, mas quando começamos a transar, fica mole mesmo se eu tentar imaginar coisas, não me excito e por vezes quando fico excitado, quando transo não levo nem sequer dois minutos sem ter esporado, e depois disso não fico mais excitado. Isso indica que nem consigo lhe satisfazer. Não sei o que se passa comigo, ajuda-me por favor.

Bom dia, mano Júlio. O que se passa contigo não é nada de grave, não é uma doença, mas simplesmente um desajuste provocado pela tua atitude perante o sexo. Trata-se de uma situação que tu próprio poderás resolver sozinho, ou com a ajuda da tua parceira. É compreensível que estejas preocupado por não conseguires satisfazer a tua parceira. Mas precisas compreender que o que satisfaz uma mulher não é a tua excitação. Mesmo sem estares excitado, podes muito bem satisfazê-la. Para uma mulher, o que importa é o afecto, a ternura, a gentileza, as carícias, os beijos, abraços, festas, toques, massagens, manipulações, titilações, ou seja, os chamados preliminares, através dos quais lhe poderás proporcionar um prazer infinito e atingir orgasmos muito prazerosos. Esquece a tua excitação, deixa de “imaginar coisas”, como dizes, e concentra-te nestes preliminares, sem pressas e relaxado. Verás que, face ao prazer e o(s) orgasmo(s) da tua parceira, a tua excitação surgirá espontaneamente e tudo fluirá naturalmente.

Em resumo, enquanto a tua cabeça estiver preocupada com a tua excitação e com o receio de falhares novamente, não será possível conseguires ter sexo satisfatório. Não esqueças que o que comanda o sexo é a cabeça. Boa sorte!

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=tina}) frontpage Fri, 17 Nov 2017 05:48:34 +0000