@Verdade online @Verdade Online - Jornal que está a mudar Moçambique http://www.verdade.co.mz/component/content/frontpage Sun, 21 Jul 2019 01:20:45 +0000 Joomla! 1.5 - Open Source Content Management pt-pt Deputados tornam Lei de Prevenção e Combate às Uniões Prematuras ineficaz http://www.verdade.co.mz/nacional/68883-deputados-tornam-lei-de-prevencao-e-combate-as-unioes-prematuras-ineficaz http://www.verdade.co.mz/nacional/68883-deputados-tornam-lei-de-prevencao-e-combate-as-unioes-prematuras-ineficaz Foto de Adérito CaldeiraApós criminalizarem as Uniões Prematuras os deputadas da Assembleia da República tornaram a nova lei menos eficaz quando na especialidade removeram o Fundo que deveria ser criado para prevenir e combater este mal que afecta milhões de meninas em Moçambique.

Três dias depois de terem aprovado por “aclamação e consenso” a criminalização com prisão para quem celebrar uma união com criança, ou os pais que autorizem ou incentivem essas uniões e até o adulto que receber uma menor como “pagamento ou dádiva” os deputados dos partido MDM, Renamo e Frelimo transformaram, na análise na especialidade, a Lei de Prevenção e Combate às Uniões Prematuras em mais um dispositivo legal bom mas ineficaz, como tantos outros.

É que o Artigo 23 estabelece que o Conselho de Ministros irá estabelecer programas orientados a combater uniões prematuras, dentre os quais, “oportunidades para o acesso à educação primária e secundaria, a cursos de vocação profissional”, “criar oportunidades para as famílias social e economicamente vulneráveis obterem rendimentos”.

É um rol de programas e incentivos que não são novos, fazem parte da Estratégia para Combate aos Casamentos Prematuros aprovada justamente pelo Conselho de Ministro em 2015, contudo não tem havido dinheiro para tirar do papel essas acções.

Uma investigação do @Verdade, em 2017, apurou que embora o ensino obrigatório em Moçambique seja formalmente gratuito os alunos, neste casos as alunas, precisam que pelo menos 5 mil Meticais no início do ano escolar para poderem comprar fardamento, material escolar... e continuarem a estudar.

O projecto de Lei aprovado na generalidade na segunda-feira (15) incluía a obrigatoriedade do Governo criar o Fundo de Combate às Uniões Prematuras para materializar os programas e incentivos discriminados no Artigo 23. Nesta quinta-feira (18) os deputados de todas bancadas votaram a favor da eliminação desse artigo.

Quando a lei entrar em vigor, antes do fim do ano, as meninas depois de se tornarem mulheres não irão casar até aos 18 anos no entanto irão praticar sexo não protegido, engravidar e ter filhos cujo pai não os poderão assumir, afinal estariam a cometer uma união prematura mesmo que fosse da mesma idade, e por isso vão cria-los em casa dos pais perpetuando a pobreza.

]]>
averdademz@gmail.com (Adérito Caldeira) frontpage Thu, 18 Jul 2019 20:29:52 +0000
Gerais 2019: “Onda vermelha” de Nyusi imparável graças ao Banco Mundial e China http://www.verdade.co.mz/destaques/democracia/68882-gerais-2019-onda-vermelha-de-nyusi-imparavel-gracas-ao-banco-mundial-e-china http://www.verdade.co.mz/destaques/democracia/68882-gerais-2019-onda-vermelha-de-nyusi-imparavel-gracas-ao-banco-mundial-e-china Foto da Presidência da RepúblicaA “onda vermelha”, ou melhor a campanha eleitoral para a reeleição de Filipe Nyusi como Presidente de Moçambique, está imparável graças aos fundos do Banco Mundial, usados para aumentar o acesso a água potável e, desde esta semana, para a construção de hospitais, e ao apoio da China. Nesta quarta-feira (17) mais uma empresa chinesa prontificou-se a materializar a promessa de habitação para os jovens.

Incapaz de expandir a rede de distribuição de água nas cidades, vilas e zonas rurais durante os 4 anos iniciais da sua governação Nyusi deu início a sua campanha de reeleição, em Outubro de 2018, lançado um programa acelerado de construção de pequenas fontes de água com parte das Mais Valias arrecadadas em 2017.

Contudo, e porque o provimento de água e saneamento é um dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, o Banco Mundial, principal financiador dos sucessivos governos do partido Frelimo continuou a injectar os seus fundos, apesar das dívidas ilegais, e está a pagar a construções de sistemas de provimento de água um pouco por todo o país.

Nesta quarta-feira (19) Filipe Nyusi, Presidente e candidato, iniciou na Ponta de Ouro, na Província de Maputo, outra construção acelerada de infraestruturas que não conseguiu edificar durante os 4 anos do seu mandato, hospitais. O projecto de construir 90 unidades sanitárias em 90 distritos está a ser materializado com dinheiro que o Banco Mundial injecta no Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável.

O @Verdade apurou que só durante o 1º trimestre deste ano o Banco Mundial injectou 3,9 biliões de Meticais no Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável, instituição comandada pelo director da campanha do partido Frelimo para as eleições Presidenciais, Legislativas e Províncias de 15 de Outubro e Ministro de Terra Ambiente e Desenvolvimento Rural, Celso Correia.

Ainda nesta quarta-feira (19) uma segunda empresa chinesa, a CITIC Construções, entrou na campanha eleitoral, depois da Construções Cooperação China Moçambique Limitada ter assumido o compromisso de edificar 1.840 casas alegadamente para jovens em Maputo.

Recuperando a promessa de Filipe Nyusi de erguer 35 mil casas até 2019 a CITIC Construções propôs-se a construir 15 mil casas na zona Sul, 10 mil no Centro e mais 10 mil no Norte de Moçambique oficialmente “a custos controlados para jovens e funcionários públicos”, fazendo fé nas palavras do Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos.

Com preços entre 30 a 40 mil Dólares norte-americanos são pouquíssimos os jovens, mesmo doutorados e com emprego acima da média, que conseguirão adquiri-las.

O @Verdade apurou que ambas empresas estão a financiar-se na China, no âmbito dos fundos que o país asiático disponibilizou através do Fórum de Cooperação China-África (FOCAC), contudo com garantia do Governo através do Fundo para o Fomento de Habitação.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=aderito-caldeira}) frontpage Thu, 18 Jul 2019 20:21:08 +0000
Pergunta a Tina: uma mãe seropositiva em tratamento ou que segue o tratamento correctamente pode amamentar até quanto tempo? http://www.verdade.co.mz/pergunte-a-tina/68875-pergunta-a-tina-uma-mae-seropositiva-em-tratamento-ou-que-segue-o-tratamento-correctamente-pode-amamentar-ate-quanto-tempo http://www.verdade.co.mz/pergunte-a-tina/68875-pergunta-a-tina-uma-mae-seropositiva-em-tratamento-ou-que-segue-o-tratamento-correctamente-pode-amamentar-ate-quanto-tempo Olá Tina, uma mãe seropositiva em tratamento ou que segue o tratamento correctamente pode amamentar até quanto tempo? Qual é a prova idade de transmissão ao bebé? Tendo em conta que o parceiro é seronegativo e relações sexuais protegidas.

Uma mãe seropositiva que faz TARV (Tratamento Anti-RetroViral) correcta e consistentemente há mais 3-6 meses, em princípio terá uma Carga Viral Indetectável. E porque Indetectável = Intransmissível, a mãe seropositiva pode amamentar até ao tempo todo que quiser, pois não haverá nenhum risco de transmissão ao bebé. A única coisa que é preciso, é manter a Carga Viral Indetectável, pelo que é aconselhado fazer este exame laboratorial 2-3 vezes por ano.

O facto de o parceiro ser seronegativo e as relações sexuais protegidas, não tem relação com a transmissão do HIV ao bebé através do leite materno. O que é fundamental é apenas garantir que o leite materno não vai transmitir o HIV ao bebé. E a garantia disto é assegurada apenas por uma Carga Viral Indetectável. Indetectável = Intransmissível.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=tina}) frontpage Thu, 18 Jul 2019 05:23:00 +0000
Liga Moçambicana de Basquetebol será jogada em Maputo http://www.verdade.co.mz/desporto/68881-liga-mocambicana-de-basquetebol-sera-jogada-em-maputo http://www.verdade.co.mz/desporto/68881-liga-mocambicana-de-basquetebol-sera-jogada-em-maputo ArquivoA Liga Moçambicana de Basquetebol sénior masculino vai ser disputada entre 20 de Agosto e 13 de Setembro na Cidade de Maputo pelos cinco melhores classificados do Campeonato de 2017/2018 mais três equipas a serem apuradas em “poules” em cada uma das Regiões de Moçambique.

O detentor do título nacional, o Ferroviário de Maputo, assim como o Ferroviário da Beira, A Politécnica, Costa do Sol, Desportivo Maputo são as equipas automaticamente classificadas para o Campeonato que este ano será disputado apenas na Cidade de Maputo. Outras três equipas irão juntar-se a este naipe, a serem apuradas em “poules” na Região Norte, Centro e Sul do país.

A fase regular da Liga será disputada no sistema de todos contra todos em uma volta passando à fase seguinte as oito equipas que, em função da sua posição na tabela classificativa, “se cruzarão num único dia e num único jogo, o primeiro com o último classificado e assim sucessivamente, terminando o 4º jogo com o cruzamento do 4º com o 5º classificado, aumentando ainda mais a expectativa da passagem dos quatro (4) vencedores para as Meias Finais, que será disputada no sistema de Play Off’s, à melhor de três (3) jogos”, indica um comunicado da organização da prova.

“Os dois Finalistas encontrados nas Meias Finais, disputam entre si a Fase Final em sistema de Play Off’s, à melhor de cinco jogos, para apuramento dos 1º e 2º Classificados da Final e os vencidos das Meias Finais, disputam os 3º e 4º lugares da Classificação Final, no sistema de Play Off’s, à melhor de três jogos”, refere ainda o documento recebido pelo @Verdade.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Thu, 18 Jul 2019 20:17:49 +0000
Moçambique entre os maiores produtores de ouro do mundo, “não corresponde a realidade” http://www.verdade.co.mz/newsflash/68880-mocambique-entre-os-maiores-produtores-de-ouro-do-mundo-nao-corresponde-a-realidade http://www.verdade.co.mz/newsflash/68880-mocambique-entre-os-maiores-produtores-de-ouro-do-mundo-nao-corresponde-a-realidade O Instituto Nacional de Minas (INAMI) esclareceu que a informação publicada esta semana que Moçambique poderá entrar na lista dos maiores produtores de ouro do mundo “não corresponde a realidade”.

Através de um comunicado de imprensa o INAMI indica que “foi veiculada esta semana acertos órgãos de comunicação social informação que dá conta da existência de enormes quantidades de ouro no posto administrativo de Nairuto, no distrito de Montepuez na Província de Cabo Delgado”.

O comunicado recebido pelo @Verdade refere ainda que “numa das reportagens publicadas num dos jornais diários, editado na cidade de Maputo , é citado o director geral da Mwiriti Lda, sr Azghar Faquhr, o Instituto Nacional de Minas, órgão regulador da actividade mineira dá a conhecer que há trabalhos de prospecção pesquisa de ouro na província de Cabo Delgado, mas que estudos efectuados até ao momento ainda não são conclusivos em relação ás reservas totais deste recurso”.

“Assim sendo, o INAMI esclarece que a informação publicada sobre as reservas de ouro em Cabo Delgado não corresponde a realidade” pode-se ainda ler no comunicado que conclui afirmando “que em Moçambique o anúncio de dados de descobertas de recursos minerais é da responsabilidade do Governo”.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Thu, 18 Jul 2019 20:13:53 +0000
Pergunta a Tina: minha esposa tem falta de apetite sexual, eu sofro de ejaculação precoce? http://www.verdade.co.mz/pergunte-a-tina/68874-pergunta-a-tina-minha-esposa-tem-falta-de-apetite-sexual-eu-tenho-39-anos-e-sofro-de-ejaculacao-precoce http://www.verdade.co.mz/pergunte-a-tina/68874-pergunta-a-tina-minha-esposa-tem-falta-de-apetite-sexual-eu-tenho-39-anos-e-sofro-de-ejaculacao-precoce Cara Tina, a minha esposa tem 42 anos de idade, tem falta de apetite sexual, eu tenho 39 anos e sofro de ejaculação precoce, o que devo fazer? Cardoso

Caro Cardoso, imagino como deve ser difícil para vocês a situação que estão a atravessar, mas acredito que poderão ultrapassá-la. Mas, o vosso relacionamento sexual sempre foi assim? Quando eram mais jovens, também acontecia isto? Ou terá sido a partir de algum acontecimento? Um parto da tua esposa? Alguma experiência sexual traumática? Alguma infidelidade conjugal?

Precisas saber que a ejaculação precoce não é uma doença, mas apenas um problema da tua cabeça. Não consegues controlar a tua ejaculação porque partes para a relação sexual já com essa preocupação na cabeça.

Existem milhões de homens em todo o mundo apoquentados com esse problema, que resulta quase sempre da maneira como eles encaram o sexo. Para esses homens, sexo é igual a erecção, penetração e orgasmo. Esquecem-se que sexo inclui também os preliminares.

Se te concentrares de uma forma relaxada nos preliminares, usando os dedos e as mãos e a boca e a língua para estimular as zonas erógenas da tua esposa, aquelas que provocam excitação sexual, sem pressas, esquecendo a erecção e a penetração, verás que podes controlar melhor a ejaculação.

Quanto à tua esposa, é normal que ela não tenha apetite sexual, se tu tens ejaculação precoce. A ejaculação precoce pode induzir uma grande frustração na mulher. Então, naturalmente que não terá muito desejo sexual. Se procederes como acima referido, verás que ela se sentirá mais realizada. Se te concentrares nos preliminares, esquecendo a erecção e a penetração, podes proporcionar um ou mais orgasmos à tua esposa. Se assim fizeres, ficarás mais confiante e seguro de ti, o que vai ajudar a controlar melhor a ejaculação.

Tudo de bom para vocês, amigo Cardoso.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=tina}) frontpage Thu, 18 Jul 2019 05:20:50 +0000
Governo não sabe quantas pessoas nascem e morrem em Moçambique http://www.verdade.co.mz/nacional/68876-governo-nao-sabe-quantas-pessoas-nascem-ou-morrem-em-mocambique http://www.verdade.co.mz/nacional/68876-governo-nao-sabe-quantas-pessoas-nascem-ou-morrem-em-mocambique Foto de Adérito CaldeiraO Secretário Permanente do Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos revelou que o Governo não sabe quantos moçambicanos nasceram e morreram durante o quinquénio prestes a terminar. “Nós temos uma meta anual de registar perto de 1 milhão de crianças” declarou Didier Malunga que admitiu “o registo de óbitos é de difícil captação, sobretudo nas zonas rurais”. Esta semana o Professor Catedrático António Francisco considerou que “nós temos uma Administração Pública irresponsável”, pois não contabiliza os que morrem e aqueles que nascem.

O registo de nascimento é um direito humano fundamental, pois é o reconhecimento legal da existência de uma criança e estabelece identidade, cidadania e laços familiares. Além disso o Professor António Francisco disse nesta terça-feira (16), durante uma Conferência do Observatório do Meio Rural que analisou a “Pobreza, Desigualdades e Modelos de Desenvolvimento” que “(...)enquanto nós não tivermos estatísticas vitais, das pessoas que nascem e das pessoas quem morrem vamos depender sempre do Censo e ninguém consegue dizer cientificamente se foi de facto completamente correcto, existe a taxa de omissão mas nós não temos nenhuma referência, o que deveria servir de referencia eram as estatísticas vitais”.

“As pessoas podem perguntar para que serve contar os que morrem e aqueles que nascem, tem uma importância crucial. Eu acho que é um sistema que precisa de ser criado e não ficar não só com a Justiça, ou só com a Saúde, que fique na Administração Pública, por isso nós temos uma Administração Pública irresponsável por ineficiência ou por outras prioridades”, declarou Francisco que é doutorado em Demografia.

Nesta quarta-feira (17) o Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos promoveu uma campanha de adesão ao registo de nascimento que se propõe a chegar a 18 distritos em Maputo e nas províncias de Gaza, Zambézia e Nampula com a meta de alcançar cerca de 1,4 milhão de pessoas.

“Nós temos uma meta anual de registar perto de 1 milhão de crianças e estamos num caminho bom. O total de registos de nascimentos de menores de 1 ano no quinquénio é de aproximadamente 2 milhões de crianças, e o total de nascimento global de todo o quinquénio é de cerca de 6 milhões de pessoas”, revelou o Secretário Permanente do Ministério da Justiça que admitiu “o registo de óbitos é de difícil captação, sobretudo nas zonas rurais”.

Didier Malunga explicou a jornalistas que existem “as barreira físico geográficas, que tem a ver com a ainda não total da distribuição geográfica das nossas repartições pelo país, por várias razões, temos as barreiras jurídicas de compreensão, mas temos também as barreiras sócio culturais”.

“Relativamente ao registo de óbitos, enfrentamos os mesmos problemas, não há cultura de registar o óbito por várias razões. Quando o óbito acontece na comunidade normalmente as pessoas, até por razões sanitárias, logo é feito o enterro muito embora a lei diga não se pode fazer o enterramento sem o registo, mas esta norma só é aplicada onde temos cemitérios municipalizados. Grosso modo os dados dos óbitos são difíceis de equacionar porque nós temos vários processo de justificação, muitas vezes a morre na comunidade e é enterrada e só quando as pessoas que sobrevivam queiram seguir algum Direito aí é que vão atrás do registo”, argumentou.

O Secretário Permanente do Ministério da Justiça declarou ainda que a campanha tem uma “estratégia em relação aos locais recônditos, falamos das barreiras físico geográficas, a campanha vai até lá para mobilizar e o registo vai até lá através de brigadas móveis que se desdobram”.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=aderito-caldeira}) frontpage Thu, 18 Jul 2019 05:24:41 +0000
Membros do Conselho de Defesa e Segurança passam a ser julgados apenas pelo Supremo e ganham viatura http://www.verdade.co.mz/nacional/68872-membros-do-conselho-de-defesa-e-seguranca-passam-a-ser-julgados-apenas-pelo-supremo-e-ganham-viatura- http://www.verdade.co.mz/nacional/68872-membros-do-conselho-de-defesa-e-seguranca-passam-a-ser-julgados-apenas-pelo-supremo-e-ganham-viatura- A bancada parlamentar do partido Frelimo chancelou nesta quarta-feira (17) mais uma revisão a Lei do Conselho Nacional de Defesa e Segurança acrescentando termos para a cessação do Mandato ou declaração de incapacidade permanente dos seus membros. Na revisão que os partidos de oposição não votaram favoravelmente, nem contra, os membros deste órgão do Estado passaram a ser julgados apenas pelo Tribunal Supremo e ganharam direito a viatura de função.

Os deputados do partido Renamo abstiveram-se em relação as revisões que o Governo efectuou pela segunda fez em 2019 a Lei do Conselho Nacional de Defesa e Segurança.

O Movimento Democrático de Moçambique também se absteve porém devido ao contencioso que continuar a ter solucionar relativamente ao deputado Geraldo de Carvalho que deixou de ser membro da bancada mas a Renamo está a arrastar o seu afastamento da Casa do Povo e por isso mantém-se na Comissão de Defesa, Segurança e Ordem Pública.

Depois da inclusão do ministro do Mar, Águas Interiores e Pescas em Maio último o Governo de Filipe Nyusi voltou a rever a Lei que regula a Organização, Composição e Funcionamento do Conselho Nacional de Defesa e Segurança para incorporar as situações em que o mandato de um dos membros do órgão pode cessar: interdição, renúncia, incapacidade permanente ou morte.

Os procedimentos para renúncia também foram facilitados e foi acrescentado um artigo sobre “Incapacidade permanente”.

Além disso foi acrescido aos Direitos e regalias que já estavam previstas uma “viatura de função com opção de compra nos termos do regulamento de aquisição, aluguer e alienação de viaturas do Estado” e os membros deste órgão do Estado passaram a gozar “de foro especial e é julgado pelo Tribunal Supremo”.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=aderito-caldeira}) frontpage Thu, 18 Jul 2019 05:14:28 +0000
Grupos terroristas e de crime organizado aproveitam-se do desespero deixado pelo Idai e Kenneth em Moçambique http://www.verdade.co.mz/nacional/68869-grupos-terroristas-e-de-crime-organizado-aproveitam-se-do-desespero-deixado-pelo-idai-e-kenneth-em-mocambique http://www.verdade.co.mz/nacional/68869-grupos-terroristas-e-de-crime-organizado-aproveitam-se-do-desespero-deixado-pelo-idai-e-kenneth-em-mocambique O recém nomeado representante do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) em Moçambique revelou que no seguimento dos ciclones Idai e Kennet “grupos terroristas e de crime organizado estão a aproveitar-se da situação precária e do desespero das populações para o comércio ilícito ou recrutamento de pessoas desesperadas”.

O nosso país tem recebido cada vez maior atenção do UNODC por ser uma conhecida rota do tráfico de heroína a partir de alguns países da Ásia para a África do Sul e Europa, por ser um dos países de origem do trafico de madeira e de marfim para a Ásia e mais recentemente pelo extremismo e radicalismo que continua a causar mortes na Província de Cabo Delgado.

“No seguimento dos fortes ciclones tropicais que fustigaram Moçambique em Março e Abril, grupos terroristas e de crime organizado estão a aproveitar-se da situação precária e do desespero das populações para o comércio ilícito ou recrutamento de pessoas desesperadas que estão em busca de compensar as suas perdas”, revelou César Guedes recém indicado para chefiar o UNODC no nosso país.

Em comunicado o UNODC refere as várias acções que tem estado a realizar em parceria com as autoridades moçambicanas, como a capacitação realizada em Abril passado para melhor controlar cargas em portos marítimos e aéreos, e revelou que brevemente Moçambique deve criar a Força de Interdição Conjunta de Aeroportos para aumentar a capacidade do Aeroporto Internacional de Maputo como forma de detectar e interceptar drogas, bens ilícitos e “passageiros de alto risco, incluindo terroristas e combatentes estrangeiros”.

Esta maior atenção do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime com o nosso país foi um dos temas abordados no encontro que o Presidente Filipe Nyusi realizou na semana passada em Maputo com o Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres.

“Eu saudei as Nações Unidas por ter criado escritório anti-droga aqui em Moçambique, nós não queremos ser corredor de drogas, nós não queremos ter gente a consumir drogas, e para tal precisamos de combinar todas as forças do mundo”, declarou na ocasião o Chefe de Estado a jornalistas.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Wed, 17 Jul 2019 05:18:48 +0000
39 mortos 28 em acidentes de viação nas estradas de Moçambique http://www.verdade.co.mz/newsflash/68868-39-mortos-28-em-acidentes-de-viacao-nas-estradas-de-mocambique http://www.verdade.co.mz/newsflash/68868-39-mortos-28-em-acidentes-de-viacao-nas-estradas-de-mocambique Pelo menos 39 pessoas morreram em 28 sinistros ocorridos nas estradas de Moçambique entre o passado dia 6 de Julho e domingo (14). Durante o 1º semestre deste ano os acidentes de viação tornaram-se na principal causa de mortalidade no nosso país, superando a malária.

A Polícia da República de Moçambique reportou, em comunicado de imprensa, que durante a semana de 6 a 12 de Julho registou 25 acidentes de viação que causaram 30 óbitos e deixaram 62 feridos entre ligeiros e graves.

Entretanto o @Verdade reportou mais dois óbitos no despiste de uma viatura de cabine dupla na Estrada Nacional nº 1, no Porto Administrativo de Mieze, na Província de Cabo Delgado no domingo (14).

Outros três cidadãos perecerem em acidente de viação ocorrido no sábado (13) na Estrada Nacional nº 14, no Distrito de Majune, na Província de Niassa.

Na sexta-feira mais quatro pessoas perderam a vida na colisão entre um camião e uma viatura de transporte semi-colectivo de passageiros na região de Honde, no Distrito de Bárué, na Província de Manica.

]]>
averdademz@gmail.com ({ga=redaccao}) frontpage Wed, 17 Jul 2019 05:16:15 +0000