@Verdade online @Verdade Online - Jornal que está a mudar Moçambique http://www.verdade.co.mz/ 2018-10-17T21:24:14Z Joomla! 1.5 - Open Source Content Management Qualificação CAN 2019: “Mambas” voltam a perder com Namíbia e caem para 3º no Grupo K 2018-10-17T06:07:38Z 2018-10-17T06:07:38Z http://www.verdade.co.mz/desporto/67125-qualificacao-can-2019-mambas-voltam-a-perder-com-namibia-e-caem-para-3o-no-grupo-k- Adérito Caldeira averdademz@gmail.com <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can nammoz0.jpeg" border="0" alt="Foto da CAF" width="160" style="float: right;" />A Namíbia mostrou que a <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/67103-qualificacao-can-2019-frango-de-guirrugo-deixa-mocambique-sem-margem-de-erro-no-grupo-k" target="_blank">vitória no estádio nacional do Zimpeto</a> não foi obra do acaso e derrotou os “Mambas” nesta terça-feira (16), posicionando-se como uma séria candidata a um dos dois lugares do Grupo K de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019. Moçambique precisa de vencer os próximos dois jogos e torcer para que os “Bravos Guerreiros” e os “Djurtus” não vençam.</p> <p>A nossa selecção que dos 6 pontos que deveria ter ganho em casa conseguiu apenas 1 entrou para o estádio Sam Nujoma, na cidade de Windhoek, a precisar de vencer e até controlou o ritmo do jogo, pelo menos enquanto os anfitriões o deixaram.</p> <p>Com uma alteração forçada, pela lesão de Mexer entrou Jeitoso, e outras três por opção de Abel Xavier Moçambique construiu uma mão cheia de jogadas atacantes mas chegou ao intervalo sem que o avançado, Ratifo jogou no lugar de Maninho, conseguisse fazer um único remate enquadrado com a baliza de Vries.</p> <p>Antes do descanso os namibianos começaram a subir as suas linhas e em contra ataque mostraram como seria o seu jogo, dando muito trabalho ao guarda-redes Leonel, que entrou para o lugar de Guirrugo.</p> <p>No reinício, atrasado vários minutos devido a problemas de iluminação, o seleccionador Ricardo Mannetti lançou o carrasco do Zimpeto, Deon Hotto para o lugar de Absalom Limbondi, mas foram os “Mambas” a enfim conseguirem rematar para a baliza de Vries.</p> <p>Manucho fez um longo lançamento de linha lateral para a pequena área a defesa deixou o esférico bater no relvado sintéctico, Reginaldo cabeceou sobre o guarda-redes namibiano e a bola tomou a direacção da baliza, valeu a atenção de Haoseb que perto da linha de golo cortou aquele que seria o primeiro da partida.</p> <p>Depois os namibianos mostraram a sua bravura, Stephanus ganhou o esférico ao capitão Dominguez no meio campo, cruzou tenso para a área onde fora de tempo Jeitoso falhou a intercepção. No coração da área Peter Shalulile “matou” a bola no peito e mesmo com a pressão de Zainadine Jr. rematou de pé direito por cima do guarda-redes Leonel.</p> <p>No minuto 81 Stephanus voltou a cruzar para área, desta vez para a cabeça de Shalulile que emendou para a baliza, atento Leonel defendeu.</p> <p>A 5 minuto do fim do tempo regulamentar Denzil Haoseb viu o segundo cartão amarelo e foi tomar banho mais cedo.</p> <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can nam moz1.jpeg" border="0" alt="Foto da CAF" width="250" style="float: left;" />Abel Xavier lançou todos os seus trunfos. De bola parada Witinesse centrou para o coração da área onde de cabeça Dayo, já em tempo de desconto, introduziu a bola na baliza namibiana mas foi assinalado um fora de jogo, milimétrico diga-se.</p> <p>Sem dignidade o seleccionador nacional de Moçambique não falou aos jornalistas.</p> <p>Com a vitória os “Bravos Guerreiros” saltam para o 2º lugar, com os mesmo pontos da Guiné-Bissau mas o melhor saldo de golos posiciona os “Djurtus” na frente do Grupo K.</p> <p>Depois do pesadelo desta jornada dupla, onde em 3 dias perderam 6 pontos, os moçambicanos ainda podem a sonhar com o apuramento para a fase final do CAN de 2019 porém precisam a selecção de tem de derrotar a Zâmbia, daqui a um mês em Maputo, e depois precisa de ir derrotar os “Djurtus”, <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/67113-qualificacao-can-2019-guine-bissau-vence-de-virada-zambia-e-lidera-grupo-de-mocambique" target="_blank">invencíveis em Bissau</a>, a 22 de Março de 2019. Além disso os “Mambas” terão de esperar que a Namíbia não vença os dois jogos que ainda tem por realizar.</p> <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can nammoz0.jpeg" border="0" alt="Foto da CAF" width="160" style="float: right;" />A Namíbia mostrou que a <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/67103-qualificacao-can-2019-frango-de-guirrugo-deixa-mocambique-sem-margem-de-erro-no-grupo-k" target="_blank">vitória no estádio nacional do Zimpeto</a> não foi obra do acaso e derrotou os “Mambas” nesta terça-feira (16), posicionando-se como uma séria candidata a um dos dois lugares do Grupo K de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019. Moçambique precisa de vencer os próximos dois jogos e torcer para que os “Bravos Guerreiros” e os “Djurtus” não vençam.</p> <p>A nossa selecção que dos 6 pontos que deveria ter ganho em casa conseguiu apenas 1 entrou para o estádio Sam Nujoma, na cidade de Windhoek, a precisar de vencer e até controlou o ritmo do jogo, pelo menos enquanto os anfitriões o deixaram.</p> <p>Com uma alteração forçada, pela lesão de Mexer entrou Jeitoso, e outras três por opção de Abel Xavier Moçambique construiu uma mão cheia de jogadas atacantes mas chegou ao intervalo sem que o avançado, Ratifo jogou no lugar de Maninho, conseguisse fazer um único remate enquadrado com a baliza de Vries.</p> <p>Antes do descanso os namibianos começaram a subir as suas linhas e em contra ataque mostraram como seria o seu jogo, dando muito trabalho ao guarda-redes Leonel, que entrou para o lugar de Guirrugo.</p> <p>No reinício, atrasado vários minutos devido a problemas de iluminação, o seleccionador Ricardo Mannetti lançou o carrasco do Zimpeto, Deon Hotto para o lugar de Absalom Limbondi, mas foram os “Mambas” a enfim conseguirem rematar para a baliza de Vries.</p> <p>Manucho fez um longo lançamento de linha lateral para a pequena área a defesa deixou o esférico bater no relvado sintéctico, Reginaldo cabeceou sobre o guarda-redes namibiano e a bola tomou a direacção da baliza, valeu a atenção de Haoseb que perto da linha de golo cortou aquele que seria o primeiro da partida.</p> <p>Depois os namibianos mostraram a sua bravura, Stephanus ganhou o esférico ao capitão Dominguez no meio campo, cruzou tenso para a área onde fora de tempo Jeitoso falhou a intercepção. No coração da área Peter Shalulile “matou” a bola no peito e mesmo com a pressão de Zainadine Jr. rematou de pé direito por cima do guarda-redes Leonel.</p> <p>No minuto 81 Stephanus voltou a cruzar para área, desta vez para a cabeça de Shalulile que emendou para a baliza, atento Leonel defendeu.</p> <p>A 5 minuto do fim do tempo regulamentar Denzil Haoseb viu o segundo cartão amarelo e foi tomar banho mais cedo.</p> <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can nam moz1.jpeg" border="0" alt="Foto da CAF" width="250" style="float: left;" />Abel Xavier lançou todos os seus trunfos. De bola parada Witinesse centrou para o coração da área onde de cabeça Dayo, já em tempo de desconto, introduziu a bola na baliza namibiana mas foi assinalado um fora de jogo, milimétrico diga-se.</p> <p>Sem dignidade o seleccionador nacional de Moçambique não falou aos jornalistas.</p> <p>Com a vitória os “Bravos Guerreiros” saltam para o 2º lugar, com os mesmo pontos da Guiné-Bissau mas o melhor saldo de golos posiciona os “Djurtus” na frente do Grupo K.</p> <p>Depois do pesadelo desta jornada dupla, onde em 3 dias perderam 6 pontos, os moçambicanos ainda podem a sonhar com o apuramento para a fase final do CAN de 2019 porém precisam a selecção de tem de derrotar a Zâmbia, daqui a um mês em Maputo, e depois precisa de ir derrotar os “Djurtus”, <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/67113-qualificacao-can-2019-guine-bissau-vence-de-virada-zambia-e-lidera-grupo-de-mocambique" target="_blank">invencíveis em Bissau</a>, a 22 de Março de 2019. Além disso os “Mambas” terão de esperar que a Namíbia não vença os dois jogos que ainda tem por realizar.</p> Ministério Público ordena recaptura de abusador sexual solto por juiz em Nampula 2018-10-17T06:05:17Z 2018-10-17T06:05:17Z http://www.verdade.co.mz/newsflash/67124-ministerio-publico-ordena-recaptura-de-abusador-sexual-solto-por-juiz-em-nampula- {ga=redaccao} averdademz@gmail.com <p>As autoridades judiciais da província de Nampula emitiram um mandado de captura de um funcionário público acusado de abuso sexual de uma criança de apenas 11 de idade, a qual acabou grávida, recentemente, na cidade de Nampula. O visado encontrava-se preso, mas um juiz o restituiu à liberdade, o que não agradou ao Ministério Público (MP) e à Polícia da República de Moçambique (PRM). Estes consideram o crime cometido grave.</p> <p>O @Verdade apurou que o cidadão responde pelo nome de José Pereira, afecto à Direcção Provincial das Finanças, em Nampula.</p> <p>O crime de que ele é indiciado foi descoberto em Setembro passado, após mais um acto de cópula forçada com a vítima. Esta viria a perder a gravidez e ficou dias sob cuidados numa unidade sanitária.</p> <p>O @Verdade sabe ainda que José Pereira, estuprador confesso ora procurado pela Procuradora Provincial de Nampula, já tinha a prisão legalizada, depois de alguns exames de perícia terem confirmado que houve cópula forçada.</p> <p>Entretanto, a mulher de Pereira tentou comprar o silêncio do pai da menina com uma quantia que não nos foi revelada, mas o homem recusou, exigindo que o ofensor da sua filha devia ser exemplarmente punido, disse-nos um familiar.</p> <p>O abuso sexual aconteceu várias vezes e pelo menos três numa casa abandonada, algures na cidade de Nampula. A miúda alegou foi forçada a manter-se em silêncio para não ser morta pelo próprio suspeito, devido às ameaças que proferia.</p> <p>Volvidos alguns dias, o pai da ofendida ficou a saber da Polícia que o indiciado já estava em liberdade por ordens de um juiz de instrução criminal identificado pelo nome de Moisés Nhamene, soube a nossa Reportagem.</p> <p>A soltura foi mediante o termo de residência, porém, sem o conhecimento da Procuradoria Provincial de Nampula. Esta exige, agora, que Pereira seja recapturado e devolvido à prisão, porque o crime de que é acusado merece uma castigo exemplar, caso os factos que lhe são imputados sejam provados.</p> <p>Zacarias Nacute, porta-voz do Comando Provincial da PRM, em Nampula, disse, há dias, à imprensa, que, “de facto, é frustrante para a Polícia”, quando se prende um estuprador “confesso e há todas as provas do acto cometido” mas um juiz o coloca em liberdade.</p> <p>Os crimes de violação sexual parecem ainda não estar a merecer a devida punição, a medir pelo número de casos que são frequentemente reportados pela imprensa. Porém, desconhece-se, publicamente, o desfecho desses casos.</p> <p>Em Moçambique, a pena aplicável no caso de violação sexual contra qualquer mulher é de 2 a 8 anos. Contudo, se o abuso for praticado sobre mulher menor de 12 anos, a pena aplicável é de 8 a 12 anos.</p> <p>As autoridades judiciais da província de Nampula emitiram um mandado de captura de um funcionário público acusado de abuso sexual de uma criança de apenas 11 de idade, a qual acabou grávida, recentemente, na cidade de Nampula. O visado encontrava-se preso, mas um juiz o restituiu à liberdade, o que não agradou ao Ministério Público (MP) e à Polícia da República de Moçambique (PRM). Estes consideram o crime cometido grave.</p> <p>O @Verdade apurou que o cidadão responde pelo nome de José Pereira, afecto à Direcção Provincial das Finanças, em Nampula.</p> <p>O crime de que ele é indiciado foi descoberto em Setembro passado, após mais um acto de cópula forçada com a vítima. Esta viria a perder a gravidez e ficou dias sob cuidados numa unidade sanitária.</p> <p>O @Verdade sabe ainda que José Pereira, estuprador confesso ora procurado pela Procuradora Provincial de Nampula, já tinha a prisão legalizada, depois de alguns exames de perícia terem confirmado que houve cópula forçada.</p> <p>Entretanto, a mulher de Pereira tentou comprar o silêncio do pai da menina com uma quantia que não nos foi revelada, mas o homem recusou, exigindo que o ofensor da sua filha devia ser exemplarmente punido, disse-nos um familiar.</p> <p>O abuso sexual aconteceu várias vezes e pelo menos três numa casa abandonada, algures na cidade de Nampula. A miúda alegou foi forçada a manter-se em silêncio para não ser morta pelo próprio suspeito, devido às ameaças que proferia.</p> <p>Volvidos alguns dias, o pai da ofendida ficou a saber da Polícia que o indiciado já estava em liberdade por ordens de um juiz de instrução criminal identificado pelo nome de Moisés Nhamene, soube a nossa Reportagem.</p> <p>A soltura foi mediante o termo de residência, porém, sem o conhecimento da Procuradoria Provincial de Nampula. Esta exige, agora, que Pereira seja recapturado e devolvido à prisão, porque o crime de que é acusado merece uma castigo exemplar, caso os factos que lhe são imputados sejam provados.</p> <p>Zacarias Nacute, porta-voz do Comando Provincial da PRM, em Nampula, disse, há dias, à imprensa, que, “de facto, é frustrante para a Polícia”, quando se prende um estuprador “confesso e há todas as provas do acto cometido” mas um juiz o coloca em liberdade.</p> <p>Os crimes de violação sexual parecem ainda não estar a merecer a devida punição, a medir pelo número de casos que são frequentemente reportados pela imprensa. Porém, desconhece-se, publicamente, o desfecho desses casos.</p> <p>Em Moçambique, a pena aplicável no caso de violação sexual contra qualquer mulher é de 2 a 8 anos. Contudo, se o abuso for praticado sobre mulher menor de 12 anos, a pena aplicável é de 8 a 12 anos.</p> Polícia recupera 11 cornos de rinocerontes nas mãos de vietnamita em Maputo 2018-10-17T05:58:52Z 2018-10-17T05:58:52Z http://www.verdade.co.mz/newsflash/67122-policia-recupera-11-cornos-de-rinocerontes-nas-maos-de-vietnamita-em-maputo- {ga=emildo-sambo} averdademz@gmail.com <p>Um cidadão de nacionalidade vietnamita está a contas com as autoridades policiais moçambicanas, por ter sido surpreendido na posse de 11 cornos de rinocerontes, equivalentes a pelo menos 11.900 quilogramas, no Aeroporto Internacional de Maputo, de onde pretendia viajar para o seu país de origem.</p> <p>O visado, de 43 anos de idade, responde pelo nome de Nguyen Tien Trung. Os cornos estavam disfarçados em duas bobinas de gerador de electricidade, que faziam parte da sua bagagem.</p> <p>Questionado sobre a origem das peças faunísticas, Nguyen Trung foi parco em palavras e, aparentemente, estava alheio ao que a Polícia pretendia saber dele no sentido de esclarecer o facto.</p> <p>Leonel Muchina, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), na cidade de Maputo, disse à imprensa que o homem foi detido na tarde de terça-feira (16), durante o check-in naquele aeroporto.</p> <p>São vários os vietnamitas e outros cidadãos de nacionalidade asiática detidos no Aeroporto Internacional de Maputo, indiciados de tráfico de cornos de rinoceronte, pontas de marfim e diversas drogas.</p> <p>Há pouco mais de uma semana, no mesmo aeroporto, a PRM deteve um chinês de 49 anos de idade, acusado de posse de nove cornos de rinoceronte.</p> <p>O produto estava embrulhado num papel de alumínio e misturou-os com alimentos. A farsa foi descoberta durante a revista à bagagem do visado.</p> <p>Um cidadão de nacionalidade vietnamita está a contas com as autoridades policiais moçambicanas, por ter sido surpreendido na posse de 11 cornos de rinocerontes, equivalentes a pelo menos 11.900 quilogramas, no Aeroporto Internacional de Maputo, de onde pretendia viajar para o seu país de origem.</p> <p>O visado, de 43 anos de idade, responde pelo nome de Nguyen Tien Trung. Os cornos estavam disfarçados em duas bobinas de gerador de electricidade, que faziam parte da sua bagagem.</p> <p>Questionado sobre a origem das peças faunísticas, Nguyen Trung foi parco em palavras e, aparentemente, estava alheio ao que a Polícia pretendia saber dele no sentido de esclarecer o facto.</p> <p>Leonel Muchina, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), na cidade de Maputo, disse à imprensa que o homem foi detido na tarde de terça-feira (16), durante o check-in naquele aeroporto.</p> <p>São vários os vietnamitas e outros cidadãos de nacionalidade asiática detidos no Aeroporto Internacional de Maputo, indiciados de tráfico de cornos de rinoceronte, pontas de marfim e diversas drogas.</p> <p>Há pouco mais de uma semana, no mesmo aeroporto, a PRM deteve um chinês de 49 anos de idade, acusado de posse de nove cornos de rinoceronte.</p> <p>O produto estava embrulhado num papel de alumínio e misturou-os com alimentos. A farsa foi descoberta durante a revista à bagagem do visado.</p> Qualificação CAN 2019: Madagáscar, carrasco dos “Mambas”, garante apuramento inédito 2018-10-17T06:00:03Z 2018-10-17T06:00:03Z http://www.verdade.co.mz/desporto/67123-qualificacao-can-2019-madagascar-carrasco-dos-mambas-garante-apuramento-inedito {ga=aderito-caldeira} averdademz@gmail.com <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can madagascar.jpeg" border="0" alt="Foto da CAF" width="160" style="float: right;" />Com duas jornadas de antecipação Madagáscar, que já eliminou os “Mambas” d<a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/62872-mocambique-eliminado-do-chan-pelo-madagascar-em-pleno-zimpeto" target="_blank">o apuramento para o CHAN</a> e da taça COSAFA, tornou-se nesta terça-feira (16) na primeira selecção a apurar-se para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019.</p> <p>Um golo solitário de Njiva Rakotoharimalala, no minuto 42, foi suficiente para a selecção malgaxe derrotar a Guiné-Equatorial, no estádio CNAPS em Vontovoronoa, e somar 3 pontos que a colocaram com 10 pontos e na liderança do Grupo A, com mais 1 ponto do que o Senegal que venceu o Sudão e também garantiu o seu apuramento.</p> <p>Madagáscar iniciou esta campanha de qualificação derrotando o Sudão, como visitante, por 1 a 3, depois empatou em casa com o Senegal, 2 a 2, derrotou a Guiné-Equatorial em Bata, 0 a 1, e na 4º jornada voltou a vencer aos guineenses.</p> <p>Independentemente dos resultados das próximas duas jornadas a selecção de Madagáscar tem assegurado o 1º lugar do Grupo A.</p> <p>Este apuramento para uma fase final de um CAN é o corolário de uma trajectória ascendente dos malgaxes que têm sido um carrasco da nossa selecção.</p> <p>Em 2017 eliminaram os “Mambas” do apuramento para o Campeonato Africano para jogadores que que atuam nos seus países de origem(CHAN), com um contundente 2 a 0 em pleno estádio nacional do Zimpeto, e em <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/65873-mambas-estreiam-com-derrota-diante-do-madagascar-na-taca-cosafa" target="_blank">dois anos seguidos derrotaram Moçambique no torneio da COSAFA</a>.</p> <p>Asseguraram ainda a qualificação, nesta terça-feira (16), para a fase final do mais importante torneio africano de futebol as selecções do Egipto, da Tunísia e da Guiné-Conacry.</p> <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can madagascar.jpeg" border="0" alt="Foto da CAF" width="160" style="float: right;" />Com duas jornadas de antecipação Madagáscar, que já eliminou os “Mambas” d<a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/62872-mocambique-eliminado-do-chan-pelo-madagascar-em-pleno-zimpeto" target="_blank">o apuramento para o CHAN</a> e da taça COSAFA, tornou-se nesta terça-feira (16) na primeira selecção a apurar-se para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019.</p> <p>Um golo solitário de Njiva Rakotoharimalala, no minuto 42, foi suficiente para a selecção malgaxe derrotar a Guiné-Equatorial, no estádio CNAPS em Vontovoronoa, e somar 3 pontos que a colocaram com 10 pontos e na liderança do Grupo A, com mais 1 ponto do que o Senegal que venceu o Sudão e também garantiu o seu apuramento.</p> <p>Madagáscar iniciou esta campanha de qualificação derrotando o Sudão, como visitante, por 1 a 3, depois empatou em casa com o Senegal, 2 a 2, derrotou a Guiné-Equatorial em Bata, 0 a 1, e na 4º jornada voltou a vencer aos guineenses.</p> <p>Independentemente dos resultados das próximas duas jornadas a selecção de Madagáscar tem assegurado o 1º lugar do Grupo A.</p> <p>Este apuramento para uma fase final de um CAN é o corolário de uma trajectória ascendente dos malgaxes que têm sido um carrasco da nossa selecção.</p> <p>Em 2017 eliminaram os “Mambas” do apuramento para o Campeonato Africano para jogadores que que atuam nos seus países de origem(CHAN), com um contundente 2 a 0 em pleno estádio nacional do Zimpeto, e em <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/65873-mambas-estreiam-com-derrota-diante-do-madagascar-na-taca-cosafa" target="_blank">dois anos seguidos derrotaram Moçambique no torneio da COSAFA</a>.</p> <p>Asseguraram ainda a qualificação, nesta terça-feira (16), para a fase final do mais importante torneio africano de futebol as selecções do Egipto, da Tunísia e da Guiné-Conacry.</p> Augusta Maita, derrotada nas autárquicas na Beira, nomeada directora-geral do INGC 2018-10-17T05:57:35Z 2018-10-17T05:57:35Z http://www.verdade.co.mz/newsflash/67121-augusta-maita-derrotada-nas-autarquicas-na-beira-nomeada-directora-geral-do-ingc {ga=redaccao} averdademz@gmail.com <p>O Governo nomeou, esta terça-feira (16), Augusta Maita, para o cargo de directora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), em substituição de João Machatine, ora ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos.</p> <p>De nome completo Augusta de Fátima Charifo Maita, a nova dirigente do INGC foi cabeça-de-lista da Frelimo nas eleições de 10 de Outubro em curso, na autarquia Beira, onde o seu partido perdeu para o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), por 29.26%/45.77% de votos, respectivamente.</p> <p>A porta-voz do Conselho de Ministros, Ana Comoana, foi quem tornou pública a informação, no fim da 32a Sessão Ordinária. Ela não avançou detalhes em torno da nomeação.</p> <p>Em Junho de 2016, Augusta Maita foi empossada ao cargo de Presidente do Conselho de Administração (PCA) do Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável.</p> <p>Em Novembro do ano seguinte, ela ocupou a pasta de secretária permanente da província de Sofala.</p> <p>No passado foi também directora nacional adjunta de Estudos Económicos Financeiros no Ministério de Economia e Finanças.</p> <p>O Governo nomeou, esta terça-feira (16), Augusta Maita, para o cargo de directora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), em substituição de João Machatine, ora ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos.</p> <p>De nome completo Augusta de Fátima Charifo Maita, a nova dirigente do INGC foi cabeça-de-lista da Frelimo nas eleições de 10 de Outubro em curso, na autarquia Beira, onde o seu partido perdeu para o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), por 29.26%/45.77% de votos, respectivamente.</p> <p>A porta-voz do Conselho de Ministros, Ana Comoana, foi quem tornou pública a informação, no fim da 32a Sessão Ordinária. Ela não avançou detalhes em torno da nomeação.</p> <p>Em Junho de 2016, Augusta Maita foi empossada ao cargo de Presidente do Conselho de Administração (PCA) do Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável.</p> <p>Em Novembro do ano seguinte, ela ocupou a pasta de secretária permanente da província de Sofala.</p> <p>No passado foi também directora nacional adjunta de Estudos Económicos Financeiros no Ministério de Economia e Finanças.</p> Autárquicas 2018: Fim da contagem de votos: Frelimo 44 autarquias, Renamo oito e MDM um. CNE divulga resultados finais até 24 de Outubro 2018-10-16T06:09:05Z 2018-10-16T06:09:05Z http://www.verdade.co.mz/destaques/democracia/67114-autarquicas-2018-fim-da-contagem-de-votos-frelimo-44-autarquias-renamo-oito-e-mdm-um-cne-divulga-resultados-finais-ate-24-de-outubro- {ga=emildo-sambo} averdademz@gmail.com <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/autarquicas/boletim voto mesa.jpg" border="0" alt="Foto de Adérito Caldeira" width="160" style="float: right;" />Terminou o apuramento intermédio dos resultados das eleições de 10 de Outubro corrente. Das 53 autarquias, a Frelimo ganhou em 44, a Renamo em oito, e o MDM em apenas um. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) procede, agora, ao apuramento geral, com base nas actas e nos editais do apuramento intermédio [artigos 124 e 25 da Lei 7/2018, de 3 de Agosto]. Tem 15 dias para concluir o processo, contados a partir do encerramento da votação [artigo 128 da Lei 7/2018, de 3 de Agosto].</p> <p>As Comissões de Eleições Distritais e de Cidade atribuíram vitória à Frelimo na cidade de Maputo e em todos os municípios da província com o mesmo nome. Situação idêntica aconteceu em todas as autarquias de Gaza, Inhambane, Manica.</p> <p>Em Sofala, o partido no poder só não venceu na Beira, onde o reinado mantém-se nas mãos do MDM, que destas eleições copiosamente vencido.</p> <p>Excepto em Chiure, nas cidades de Nampula e Nacala-Porto, Ilha de Moçambique, Cuamba, Angoche, Quelimane e Malema, que estarão sob gestão da Renamo, os “camaradas” conquistaram as restantes autarquias em Tete, Manica, Sofala, Zambézia, Nampula, Niassa e Cabo Delgado, de acordo com aquele órgão eleitoral do Estado.</p> <p>As primeiras projecções apontam que o maior partido da oposição podia vencer pelo menos em 12 autarquias, mas os resultados divulgados Comissões de Eleições Distritais e de Cidade ditaram outra realidade. A “perdiz” acredita que, “de uma forma geral, as eleições foram viciadas em todos os municípios”, mormente em Moatize, Monapo, Alto Molócuè, Marromeu e Matola.</p> <p>A ver vamos qual será o posicionamento da CNE diante de tamanha contestação por parte da Renamo. A lei eleitoral abre espaço para recurso em caso de ilícitos eleitorais que “tenham sido objecto de reclamação ou protesto” [do artigo 140 em diante da Lei 7/2018, de 3 de Agosto].</p> <p>Saliente-se que as actas e os editais do apuramento geral efectuado pela CNE são posteriormente remetidos ao Conselho Constitucional (CC) – numa prazo de cinco dias , ao Presidente da República e à Presidente da Assembleia da República (AR) [número 2 dos artigos 127 e 128 da Lei 7/2018, de 3 de Agosto].</p> <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/autarquicas/boletim voto mesa.jpg" border="0" alt="Foto de Adérito Caldeira" width="160" style="float: right;" />Terminou o apuramento intermédio dos resultados das eleições de 10 de Outubro corrente. Das 53 autarquias, a Frelimo ganhou em 44, a Renamo em oito, e o MDM em apenas um. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) procede, agora, ao apuramento geral, com base nas actas e nos editais do apuramento intermédio [artigos 124 e 25 da Lei 7/2018, de 3 de Agosto]. Tem 15 dias para concluir o processo, contados a partir do encerramento da votação [artigo 128 da Lei 7/2018, de 3 de Agosto].</p> <p>As Comissões de Eleições Distritais e de Cidade atribuíram vitória à Frelimo na cidade de Maputo e em todos os municípios da província com o mesmo nome. Situação idêntica aconteceu em todas as autarquias de Gaza, Inhambane, Manica.</p> <p>Em Sofala, o partido no poder só não venceu na Beira, onde o reinado mantém-se nas mãos do MDM, que destas eleições copiosamente vencido.</p> <p>Excepto em Chiure, nas cidades de Nampula e Nacala-Porto, Ilha de Moçambique, Cuamba, Angoche, Quelimane e Malema, que estarão sob gestão da Renamo, os “camaradas” conquistaram as restantes autarquias em Tete, Manica, Sofala, Zambézia, Nampula, Niassa e Cabo Delgado, de acordo com aquele órgão eleitoral do Estado.</p> <p>As primeiras projecções apontam que o maior partido da oposição podia vencer pelo menos em 12 autarquias, mas os resultados divulgados Comissões de Eleições Distritais e de Cidade ditaram outra realidade. A “perdiz” acredita que, “de uma forma geral, as eleições foram viciadas em todos os municípios”, mormente em Moatize, Monapo, Alto Molócuè, Marromeu e Matola.</p> <p>A ver vamos qual será o posicionamento da CNE diante de tamanha contestação por parte da Renamo. A lei eleitoral abre espaço para recurso em caso de ilícitos eleitorais que “tenham sido objecto de reclamação ou protesto” [do artigo 140 em diante da Lei 7/2018, de 3 de Agosto].</p> <p>Saliente-se que as actas e os editais do apuramento geral efectuado pela CNE são posteriormente remetidos ao Conselho Constitucional (CC) – numa prazo de cinco dias , ao Presidente da República e à Presidente da Assembleia da República (AR) [número 2 dos artigos 127 e 128 da Lei 7/2018, de 3 de Agosto].</p> Desconhecidos assaltam, ferem e roubam na Beira 2018-10-16T05:57:59Z 2018-10-16T05:57:59Z http://www.verdade.co.mz/newsflash/67111-desconhecidos-assaltam-ferem-e-roubam-na-beira- {ga=redaccao} averdademz@gmail.com <p>Uma pessoa ficou gravemente ferida na sequência de um assalto a uma bomba de combustível, protagonizado por 12 indivíduos armados, na madrugada da última sexta-feira (12), na cidade Beira, centro de Moçambique.</p> <p>A gangue ainda não foi identificada. O caso ocorreu por volta das 02h00 no bairro do Aeroporto e a vítima foi um agente de segurança privada que estava em serviço.</p> <p>Os supostos meliantes, com uma arma de fogo em punho e vários instrumentos contundentes cortantes, surpreenderam o guarda, desferiram duros golpes contra ele e amarraram-no. Ele foi socorrido para o Hospital Central da Beira (HCB), onde ficou alguns dias internando.</p> <p>Acto contínuo, os bandidos destruíram o vidro frontal da gasolineira e já no interior roubaram dinheiro cuja quantia não tinha sido apurada até à publicação deste texto.</p> <p>Daniel Macuácua, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Sofala, confirmou a ocorrência e explicou que, para além do ferimento ao guara e dos prejuízos causados, os gatunos destruíram o sistema de vídeo vigilância que tinha sido instalado na gasolineira.</p> <p>Na circunstância, dois bombeiros do estabelecimento lesado foram igualmente molestado pelo grupo, mas, felizmente, sem males maiores. O bandidos roubaram também cheques emitidos no próprio dia do assalto, disse Macuácua.</p> <p>Já na cidade de Nampula, a Polícia deteve um grupo de 30 indivíduos acusados de assassinato de pelo menos cinco pessoas durante os assaltos a residências e na via pública com recurso a armas de fogo e brancas.</p> <p>A gangue é composta por presumíveis malfeitores que integravam um outro grupo de criminosos que se intitulam “os que não comem”, ao qual as autoridades imputam responsabilidades em relação ao terror que se alastra em Nampula, de há tempos a esta parte.</p> <p>Uma pessoa ficou gravemente ferida na sequência de um assalto a uma bomba de combustível, protagonizado por 12 indivíduos armados, na madrugada da última sexta-feira (12), na cidade Beira, centro de Moçambique.</p> <p>A gangue ainda não foi identificada. O caso ocorreu por volta das 02h00 no bairro do Aeroporto e a vítima foi um agente de segurança privada que estava em serviço.</p> <p>Os supostos meliantes, com uma arma de fogo em punho e vários instrumentos contundentes cortantes, surpreenderam o guarda, desferiram duros golpes contra ele e amarraram-no. Ele foi socorrido para o Hospital Central da Beira (HCB), onde ficou alguns dias internando.</p> <p>Acto contínuo, os bandidos destruíram o vidro frontal da gasolineira e já no interior roubaram dinheiro cuja quantia não tinha sido apurada até à publicação deste texto.</p> <p>Daniel Macuácua, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Sofala, confirmou a ocorrência e explicou que, para além do ferimento ao guara e dos prejuízos causados, os gatunos destruíram o sistema de vídeo vigilância que tinha sido instalado na gasolineira.</p> <p>Na circunstância, dois bombeiros do estabelecimento lesado foram igualmente molestado pelo grupo, mas, felizmente, sem males maiores. O bandidos roubaram também cheques emitidos no próprio dia do assalto, disse Macuácua.</p> <p>Já na cidade de Nampula, a Polícia deteve um grupo de 30 indivíduos acusados de assassinato de pelo menos cinco pessoas durante os assaltos a residências e na via pública com recurso a armas de fogo e brancas.</p> <p>A gangue é composta por presumíveis malfeitores que integravam um outro grupo de criminosos que se intitulam “os que não comem”, ao qual as autoridades imputam responsabilidades em relação ao terror que se alastra em Nampula, de há tempos a esta parte.</p> Polícia desmantela grupo acusado de abusos sexuais e roubos no Dondo 2018-10-16T05:56:27Z 2018-10-16T05:56:27Z http://www.verdade.co.mz/newsflash/67110-policia-desmantela-grupo-acusado-de-abusos-sexuais-e-roubos-no-dondo {ga=redaccao} averdademz@gmail.com <p>A Polícia da república de Moçambique (PRM), em Sofala, afirma ter desarticulado uma quadrilha que semeava terror assaltando residências e abusando sexualmente mulheres, à noite, no distrito de Dondo, província de Sofala.</p> <p>Em conexão com o caso, cinco indivíduos encontram-se a ver o sol aos quadradinhos no Comando Distrital de Dondo, onde as ocorrências eram participadas por algumas vítimas.</p> <p>Os crimes de que eles são indiciados visava o roubo bens que eles consideravam valiosos, incluindo dinheiro, segundo a confissão de um deles.</p> <p>“Roubei mesmo e estes são gatunos porque roubamos juntos”, declarou um dos suspeitos, apontando o dedo acusador a outros dois elementos que os considerou seus comparsas.</p> <p>O visado foi detido várias, no passado, acusado de prática de assalto mas tem-se revelado incorrigível, conforme as suas próprias declarações. “Tentei mudar, mas quando as coisas já estão no osso são difíceis de mudar”.</p> <p>Daniel Macuácua, porta-voz da PRM, em Sofala, apelou às vítimas a denunciarem tempestivamente os crimes de que são alvos.</p> <p>Corporação acredita que com a detenção das cinco pessoas apesentadas à imprensa e reconhecidas por algumas vítimas, alguns assaltos poderão ser esclarecidos.</p> <p>A investigados prossegue no sentido de deter os restantes membros da quadrilha, a PRM acredita estarem a monte.</p> <p>A Polícia da república de Moçambique (PRM), em Sofala, afirma ter desarticulado uma quadrilha que semeava terror assaltando residências e abusando sexualmente mulheres, à noite, no distrito de Dondo, província de Sofala.</p> <p>Em conexão com o caso, cinco indivíduos encontram-se a ver o sol aos quadradinhos no Comando Distrital de Dondo, onde as ocorrências eram participadas por algumas vítimas.</p> <p>Os crimes de que eles são indiciados visava o roubo bens que eles consideravam valiosos, incluindo dinheiro, segundo a confissão de um deles.</p> <p>“Roubei mesmo e estes são gatunos porque roubamos juntos”, declarou um dos suspeitos, apontando o dedo acusador a outros dois elementos que os considerou seus comparsas.</p> <p>O visado foi detido várias, no passado, acusado de prática de assalto mas tem-se revelado incorrigível, conforme as suas próprias declarações. “Tentei mudar, mas quando as coisas já estão no osso são difíceis de mudar”.</p> <p>Daniel Macuácua, porta-voz da PRM, em Sofala, apelou às vítimas a denunciarem tempestivamente os crimes de que são alvos.</p> <p>Corporação acredita que com a detenção das cinco pessoas apesentadas à imprensa e reconhecidas por algumas vítimas, alguns assaltos poderão ser esclarecidos.</p> <p>A investigados prossegue no sentido de deter os restantes membros da quadrilha, a PRM acredita estarem a monte.</p> Qualificação CAN 2019: Guiné-Bissau vence de virada Zâmbia e lidera Grupo de Moçambique 2018-10-16T06:05:35Z 2018-10-16T06:05:35Z http://www.verdade.co.mz/desporto/67113-qualificacao-can-2019-guine-bissau-vence-de-virada-zambia-e-lidera-grupo-de-mocambique {ga=aderito-caldeira} averdademz@gmail.com <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can 2019 guine zambia.jpg" border="0" alt="Foto da CAF" width="160" style="float: right;" />A Guiné-Bissau recuperou de uma desvantagem de 0 a 1 na noite do passado domingo (14) para derrotar a Zâmbia, em jogo da 4º jornada do apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, e assumiu provisoriamente a liderança do Grupo K onde Moçambique amarga no 3º lugar.</p> <p>Depois da derrota em Lusaka e de uma longa viagem como passagem pelo Médio Oriente os “Djurtus” viram os zambianos entrarem ao ataque no estádio 24 de Setembro e logo no sexto minuto podiam ter aberto o placar não fosse a grande intervenção do guarda-redes Jonas Mendes.</p> <p>Mas no minuto 11 de nada valeu o voo de Jonas Mendes pois Justin Shonga tirou bem as medidas da baliza e colocou a bola no canto superior direito da baliza, na transformação de um livre perto da meia lua.</p> <p>Só depois da meia hora de jogo os anfitriões conseguiram chutar para a baliza dos “Chipolopolo” contudo sem criar perigo.</p> <p>No minuto 33 José Mendes até colocou a bola dentro da baliza zambiana mas o árbitro apitou uma carga sobre o guarda-redes. Os “Djurtus” tinham entrado na partida e antes do intervalo podiam ter igualado o placar em dois remate, mas a pontaria não estava afinada.</p> <p>Mas a 2ª parte quase começou com o golo do empate, Brito recebeu no flanco esquerdo, ganhou a linha e serviu o colega na área, o defesa Stoppila Sunzu cortou para o fundo da sua baliza levantando o imenso público que lotou o estádio.</p> <p>As investidas atacantes dos anfitriões sucediam-se e no minuto 61, após um livre cruzado de Zezinho Lopes do flanco direito Toni Silva cabeceou para a reviravolta no placar.</p> <p>A Guiné-Bissau descolou das restantes selecções e com 7 pontos assumiu a liderança do Grupo K enquanto aguarda pelo desfecho do embate entre a Namíbia e Moçambique agendado para a noite de terça-feira (16) em Windhoek.</p> <p>Imbatíveis em casa os “Djurtus” viajam a Namíbia em Novembro e fecham a qualificação recebendo os “Mambas” em Março d 2019. Os dois primeiros classificados de cada um dos 12 grupos qualificam-se para a fase final do CAN 2019.</p> <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/can 2019 guine zambia.jpg" border="0" alt="Foto da CAF" width="160" style="float: right;" />A Guiné-Bissau recuperou de uma desvantagem de 0 a 1 na noite do passado domingo (14) para derrotar a Zâmbia, em jogo da 4º jornada do apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, e assumiu provisoriamente a liderança do Grupo K onde Moçambique amarga no 3º lugar.</p> <p>Depois da derrota em Lusaka e de uma longa viagem como passagem pelo Médio Oriente os “Djurtus” viram os zambianos entrarem ao ataque no estádio 24 de Setembro e logo no sexto minuto podiam ter aberto o placar não fosse a grande intervenção do guarda-redes Jonas Mendes.</p> <p>Mas no minuto 11 de nada valeu o voo de Jonas Mendes pois Justin Shonga tirou bem as medidas da baliza e colocou a bola no canto superior direito da baliza, na transformação de um livre perto da meia lua.</p> <p>Só depois da meia hora de jogo os anfitriões conseguiram chutar para a baliza dos “Chipolopolo” contudo sem criar perigo.</p> <p>No minuto 33 José Mendes até colocou a bola dentro da baliza zambiana mas o árbitro apitou uma carga sobre o guarda-redes. Os “Djurtus” tinham entrado na partida e antes do intervalo podiam ter igualado o placar em dois remate, mas a pontaria não estava afinada.</p> <p>Mas a 2ª parte quase começou com o golo do empate, Brito recebeu no flanco esquerdo, ganhou a linha e serviu o colega na área, o defesa Stoppila Sunzu cortou para o fundo da sua baliza levantando o imenso público que lotou o estádio.</p> <p>As investidas atacantes dos anfitriões sucediam-se e no minuto 61, após um livre cruzado de Zezinho Lopes do flanco direito Toni Silva cabeceou para a reviravolta no placar.</p> <p>A Guiné-Bissau descolou das restantes selecções e com 7 pontos assumiu a liderança do Grupo K enquanto aguarda pelo desfecho do embate entre a Namíbia e Moçambique agendado para a noite de terça-feira (16) em Windhoek.</p> <p>Imbatíveis em casa os “Djurtus” viajam a Namíbia em Novembro e fecham a qualificação recebendo os “Mambas” em Março d 2019. Os dois primeiros classificados de cada um dos 12 grupos qualificam-se para a fase final do CAN 2019.</p> Qualificação CAN 2019: “frango” de Guirrugo deixa Moçambique sem margem de erro no Grupo K 2018-10-15T06:02:09Z 2018-10-15T06:02:09Z http://www.verdade.co.mz/desporto/67103-qualificacao-can-2019-frango-de-guirrugo-deixa-mocambique-sem-margem-de-erro-no-grupo-k {ga=aderito-caldeira} averdademz@gmail.com <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/mambas 0809.jpg" border="0" alt="Arquivo" width="160" style="float: right;" />A jogar em casa e com a possibilidade de isolar-se no comando do Grupo K de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019 a selecção nacional de Moçambique sofreu um humilhante derrota diante da Namíbia. O guarda-redes Guirrugo falhou nas duas vezes que os “Bravos Guerreiros” chutaram a sua baliza deixando os “Mambas” sem margem de erro na 2º volta da qualificação que começa já na terça-feira (16) no estádio Sam Nujoma, na cidade de Windhoek.</p> <p>Assim que o senhor Hélder Carvalho apitou e Moçambique ganhou a posse de bola as investidas atacantes começaram no estádio nacional do Zimpeto, na cidade de Maputo. Um pontapé de canto a partir do flanco direito, ainda decorria o primeiro minuto, animou os perto de 30 mil adeptos que apesar da chuva miúda fizeram-se presentes nas bancadas.</p> <p>Reinildo e Luís Miquissone combinaram no flanco esquerdo, mas o cruzamento do internacional moçambicano saiu fraco com o vento a afastar a bola da baliza de Virgil.</p> <p>Endiabrado Reinildo ganhou o esférico a meio campo, foi a linha e cruzou para Maninho mas o defesa antecipou-se cortando para canto. Witiness cruzou milimetricamente de pé esquerdo para a cabeça de Mexer, mais alto do que os defensores o jogador do Rennes da França encaminhou a bola para o canto superior direito, bem longe do guarda-redes Virgil, um namibiano ainda tentou cortar mas o tentou inaugural dos “Mambas” estava feito, decorria o minuto 25.</p> <p>Moçambique continuou ao ataque mas com a pontaria desacertada, perto da meia lua Miquissone rematou em jeito mas a bola passou muito longe da baliza. De livre directo Dominguez ameaçou mas também não acertou com a baliza dos “Bravos Guerreiros”.</p> <p>Os moçambicanos voltaram do descanso com vontade de aumentar o placar, no minuto 51 Reinildo ganhou um segunda bola, dominou com o peito, tirou um defesa do caminho e chutou com outro pé mas a pontaria continuava desacertada. Na sequência de mais um pontapé de canto, Maninho ganhou na alturas, decorria o minuto 63, cabeceou mas a bola bateu no relvado e ganhou altura.</p> <p>Até que no minuto 68 a Namíbia veio para o ataque, lançamento longo que dois defensores moçambicanos não conseguiram cortar e a bola chegou a Peter Shalulile que no flanco esquerdo sem oposição serviu Petrus Shitembi no centro da área, o médio também livre de marcação ajeitou e rematou com o pé esquerdo para o fundo das redes de Guirrugo que mal posicionado só viu a bola entrar para na baliza.</p> <p style="text-align: center;"><strong>“Cometemos alguns erros e foi cruel a forma como nós perdemos o jogo aqui”</strong></p> <p style="text-align: left;">Os “Mambas” continuaram ao ataque, no Zimpeto já haviam perdido 2 pontos na 2ª jornada e podiam isolar-se na liderança do grupo somando pontos, mas menosprezaram a raça dos “Bravos Guerreiros” que no minuto 85 podiam ter marcado por Riaan Hanamub que isolou-se pelo flanco esquerdo valendo o corte de Zainadine Júnior quando servia ao companheiro na cara do guarda-redes moçambicano.</p> <p style="text-align: left;">Em cima do minuto 90 o capitão Dominguez recebeu a bola no flanco direito, tirou o seu oponente e cruzou para Clésio que no segundo poste cabeceou como mandam as regras, porém ao lado da baliza de Virgil.</p> <p style="text-align: left;">Na resposta Deon Hotto ganhou uma bola perdida pelo ataque moçambicano, arrancou do seu meio campo com a bola controlada, flectiu do flanco direito ligeiramente para o centro e a mais de 30 metros armou um remate forte com o seu pé esquerdo. Guirrugo parece que esqueceu-se que estava a chover e saiu para segurar a bola que parecia fácil mas ela passou-lhe por entre as mãos e só parou no fundo da baliza de Moçambique.</p> <p style="text-align: left;">“Fomos para o intervalo justamente por cima do adversário, sentimos efectivamente que o mais difícil já tinha sido feito. Entramos com a mesma intensidade e com a mesma entrega na 2ª parte e obviamente não existem equipas perfeitas. Obviamente num determinado momento cometemos alguns erros e foi cruel a forma como nós perdemos o jogo aqui” reconheceu o selecionador nacional.</p> <p style="text-align: left;">Abel Xavier disse que a equipa vai “reagir sobre esta adversidade, todas as possibilidade estão intactas neste momento, vamos recuperar os jogadores do ponto de vista anímico, emocional, porque de facto é um duro golpe em nossa casa e em frente de milhões de moçambicanos que obviamente estavam a espera de uma grande alegria, vamos a Namíbia com o objectivo de recuperar e obter os 3 pontos”.</p> <p style="text-align: left;">Com a vitória da <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/67085-qualificacao-can-2019-zambia-vence-guine-bissau-e-pressiona-mocambique" target="_blank">Zâmbia sobre a Guiné-Bissau na quarta-feira</a> todas as selecções do Grupo K têm 4 pontos e repartem a possibilidade de apuramento. Moçambique iniciar a 2ª volta de qualificação já na terça-feira (16) voltando a defrontar os “Bravos Guerreiros” mas no estádio Sam Nujoma, na cidade de Windhoek.</p> <p style="text-align: left;">Depois os “Mambas” recebem em Maputo a Zâmbia, a 16 de Novembro, e fecham a qualificação em Bissau a 22 de Março de 2019 enfrentando os “Djurtus”.</p> <p><img src="http://www.verdade.co.mz/images/stories/02018/desporto/mambas 0809.jpg" border="0" alt="Arquivo" width="160" style="float: right;" />A jogar em casa e com a possibilidade de isolar-se no comando do Grupo K de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019 a selecção nacional de Moçambique sofreu um humilhante derrota diante da Namíbia. O guarda-redes Guirrugo falhou nas duas vezes que os “Bravos Guerreiros” chutaram a sua baliza deixando os “Mambas” sem margem de erro na 2º volta da qualificação que começa já na terça-feira (16) no estádio Sam Nujoma, na cidade de Windhoek.</p> <p>Assim que o senhor Hélder Carvalho apitou e Moçambique ganhou a posse de bola as investidas atacantes começaram no estádio nacional do Zimpeto, na cidade de Maputo. Um pontapé de canto a partir do flanco direito, ainda decorria o primeiro minuto, animou os perto de 30 mil adeptos que apesar da chuva miúda fizeram-se presentes nas bancadas.</p> <p>Reinildo e Luís Miquissone combinaram no flanco esquerdo, mas o cruzamento do internacional moçambicano saiu fraco com o vento a afastar a bola da baliza de Virgil.</p> <p>Endiabrado Reinildo ganhou o esférico a meio campo, foi a linha e cruzou para Maninho mas o defesa antecipou-se cortando para canto. Witiness cruzou milimetricamente de pé esquerdo para a cabeça de Mexer, mais alto do que os defensores o jogador do Rennes da França encaminhou a bola para o canto superior direito, bem longe do guarda-redes Virgil, um namibiano ainda tentou cortar mas o tentou inaugural dos “Mambas” estava feito, decorria o minuto 25.</p> <p>Moçambique continuou ao ataque mas com a pontaria desacertada, perto da meia lua Miquissone rematou em jeito mas a bola passou muito longe da baliza. De livre directo Dominguez ameaçou mas também não acertou com a baliza dos “Bravos Guerreiros”.</p> <p>Os moçambicanos voltaram do descanso com vontade de aumentar o placar, no minuto 51 Reinildo ganhou um segunda bola, dominou com o peito, tirou um defesa do caminho e chutou com outro pé mas a pontaria continuava desacertada. Na sequência de mais um pontapé de canto, Maninho ganhou na alturas, decorria o minuto 63, cabeceou mas a bola bateu no relvado e ganhou altura.</p> <p>Até que no minuto 68 a Namíbia veio para o ataque, lançamento longo que dois defensores moçambicanos não conseguiram cortar e a bola chegou a Peter Shalulile que no flanco esquerdo sem oposição serviu Petrus Shitembi no centro da área, o médio também livre de marcação ajeitou e rematou com o pé esquerdo para o fundo das redes de Guirrugo que mal posicionado só viu a bola entrar para na baliza.</p> <p style="text-align: center;"><strong>“Cometemos alguns erros e foi cruel a forma como nós perdemos o jogo aqui”</strong></p> <p style="text-align: left;">Os “Mambas” continuaram ao ataque, no Zimpeto já haviam perdido 2 pontos na 2ª jornada e podiam isolar-se na liderança do grupo somando pontos, mas menosprezaram a raça dos “Bravos Guerreiros” que no minuto 85 podiam ter marcado por Riaan Hanamub que isolou-se pelo flanco esquerdo valendo o corte de Zainadine Júnior quando servia ao companheiro na cara do guarda-redes moçambicano.</p> <p style="text-align: left;">Em cima do minuto 90 o capitão Dominguez recebeu a bola no flanco direito, tirou o seu oponente e cruzou para Clésio que no segundo poste cabeceou como mandam as regras, porém ao lado da baliza de Virgil.</p> <p style="text-align: left;">Na resposta Deon Hotto ganhou uma bola perdida pelo ataque moçambicano, arrancou do seu meio campo com a bola controlada, flectiu do flanco direito ligeiramente para o centro e a mais de 30 metros armou um remate forte com o seu pé esquerdo. Guirrugo parece que esqueceu-se que estava a chover e saiu para segurar a bola que parecia fácil mas ela passou-lhe por entre as mãos e só parou no fundo da baliza de Moçambique.</p> <p style="text-align: left;">“Fomos para o intervalo justamente por cima do adversário, sentimos efectivamente que o mais difícil já tinha sido feito. Entramos com a mesma intensidade e com a mesma entrega na 2ª parte e obviamente não existem equipas perfeitas. Obviamente num determinado momento cometemos alguns erros e foi cruel a forma como nós perdemos o jogo aqui” reconheceu o selecionador nacional.</p> <p style="text-align: left;">Abel Xavier disse que a equipa vai “reagir sobre esta adversidade, todas as possibilidade estão intactas neste momento, vamos recuperar os jogadores do ponto de vista anímico, emocional, porque de facto é um duro golpe em nossa casa e em frente de milhões de moçambicanos que obviamente estavam a espera de uma grande alegria, vamos a Namíbia com o objectivo de recuperar e obter os 3 pontos”.</p> <p style="text-align: left;">Com a vitória da <a href="http://www.verdade.co.mz/desporto/67085-qualificacao-can-2019-zambia-vence-guine-bissau-e-pressiona-mocambique" target="_blank">Zâmbia sobre a Guiné-Bissau na quarta-feira</a> todas as selecções do Grupo K têm 4 pontos e repartem a possibilidade de apuramento. Moçambique iniciar a 2ª volta de qualificação já na terça-feira (16) voltando a defrontar os “Bravos Guerreiros” mas no estádio Sam Nujoma, na cidade de Windhoek.</p> <p style="text-align: left;">Depois os “Mambas” recebem em Maputo a Zâmbia, a 16 de Novembro, e fecham a qualificação em Bissau a 22 de Março de 2019 enfrentando os “Djurtus”.</p>