Faixa publicitária
Estudantes da UEM passam refeições sem água para beber
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
CAMPUS - Espaço aberto
Escrito por Redação  em 28 Outubro 2010 (Actualizado em 01 Novembro 2010)
Share/Save/Bookmark

Exmo Senhor Director do CAMPUS, Obrigado por permitir que, através desse jornal, consiga expressar os sentimentos dos que não têm voz.

A UEM, através da Direcção dos Serviços Sociais (DSS), fornece refeições aos seus estudantes em três restaurantes fixos, a saber: COLMEIA II, SELF (Residência Universitária no 1) e R 8 (Residência Universitária no 8). Este princípio baseia-se no facto de que grande parte dos estudantes desta maior e mais antiga instituição do ensino superior vem das províncias e, no geral, safa-se socorrendo-se do apoio do Estado para garantir a sua alimentação.

Na verdade, o que leva a escrever este artigo não é a qualidade e quantidade das refeições, pois este é um assunto já muito abordado, e, pelo que se vê, ainda se aguarda pelo despacho dos CHEFES. O que mais me irrita nesses últimos dias são as condições em que as refeições são servidas. Na COLMEIA II (o maior refeitório da UEM), os estudantes comem SEM ÁGUA para beber, alegadamente porque há escassez de água naquele recinto.

Caros companheiros, Não deve ou não deveria constituir dúvida para ninguém sobre a GRANDE importância da água para a humanidade.

Ora vejamos: mais de 60% do corpo humano é constituído por água, sendo assim, a água torna-se NUTRIENTE INDISPENSÁVEL ao nosso bem-estar e saúde. A água auxilia na regulação da temperatura do corpo humano, elimina as toxinas através da urina e da transpiração, molda o bolo fecal, é usada intensamente no processo de respiração, e faz a distribuição de muitos nutrientes pelos diversos órgãos do nosso corpo.

Na falta deste preciosíssimo líquido, o sistema natural de limpeza e desintoxicação do organismo fica sempre muito prejudicado, contribuindo tal para o aparecimento das mais inúmeras doenças.

Frente a isso, muitas questões levanto: se há escassez de água, onde buscam água para a cozinha e a limpeza? E como é a limpeza da loiça? Onde anda a nossa comissão de fiscalizaçao dos refeitórios, proposta pela AEU?

Nao tenho dúvidas de que neste sector a DIRECÇÃO não exerce devidamente o seu papel ao ponto de pôr a fita a rolar desta vergonhosa forma.

Algo me faz anexar outro detalhe. É que, na mesma COLMEIA, neste período “sem água”, nunca faltou refresco a venda e, como ninguém pode suportar comer sem água, ainda com este “verão quente”, os estudantes (os que podem) são obrigados a comprar as MIRINDAS, os 7 UP´s e mais que se vendem.

Senhores dirigentes da COLMEIA II, em nome dos meus companheiros, peço-vos para reporem respeito aos estudantes, criando formas de fornecer água para consumo, principalmente durante as refeições. Não obstante, com este calor, o estudante é digno de beber água fresca ou gelada, à semelhança do que acontece na R 8.

Comentários   

 
0 #1 Mente-JOvem 22-08-2011 10:03
"ESCRAVAS DO SEXO"

=Muito antes do século XVIII, a Escravidão (Escravagismo/Escravatura)
é tida como uma pratica social em que um ser humano tem direitos de
propriedade sobre outro designado por Escravo, ao qual é imposta tal condição por meio da Força.

Por dupla Razão, Escrava é uma pessoa dominada Fisicamente ou
Psicologicamente por algo ou alguém.

Entretanto, no presente século XXI, Escravas são essas Mulheres que
alegando falta de dinheiro, e com o auxílio estupidificador da sua
respectiva Ignorância, elas vêm o Sexo como a única e esplêndida forma
de enriquecer.
Como é que traduz-se o facto de uma Mulher que com menos de 3 décadas
de vida, já tenha passado por mais de 10 Lares, seja mãe de pelos menos 9 filhos de pais diferentes, já tenha sido viúva 3 vezes, tenha feito mais de 12 Abortos e tenha tido em media pouco mais de 20 namorados? Como explanar esse facto?

Será que entramos na era do Escravagismo Sexual?
Porque é que as Mulheres fazem do Sexo o seu Prato Principal?
Porque é que elas enveredam sempre por esses castigados físicos?

Somos convidados a reflectir sobre isso!


Mente-Jovem!
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 3
FracoBom