Faixa publicitária
Taça Moçambique Tmcel: Vencedores recebem 900 mil meticais de prémio
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz  em 13 Dezembro 2019
Share/Save/Bookmark

A equipa da União Desportiva do Songo arrecadou, como prémio, 550 mil meticais, resultantes da conquista, na terça-feira, 11 de Dezembro, em Maputo, da Taça Moçambique Tmcel, ao derrotar, na grande final, o Ferroviário de Maputo, por duas bolas a zero.

Na partida disputada no Estádio Nacional do Zimpeto, os golos foram marcados, durante a primeira parte, por Amadeu e Telinho. Com este resultado, o Ferroviário de Maputo ficou na segunda posição, cabendo-lhe um prémio de 350 mil meticais.

Abordado momentos após o jogo, Binda Jocker, administrador para a Área Operacional da Moçambique Telecom (Tmcel), o principal patrocinador desta competição, referiu que o investimento que a operadora tem vindo a fazer nesta prova enquadra-se nas acções de responsabilidade social corporativa, visando a promoção da prática desportiva nacional. Trata-se, conforme enfatizou, de uma competição que contribui para o desenvolvimento do futebol moçambicano, pois engloba equipas de todos os escalões do futebol, resultando dai um maior impacto territorial.

Por seu turno, o presidente da Federação Moçambicana de Futebol, Alberto Simango Júnior, considerou que a Tmcel é parceira da federação há muitos anos e ao continuar a abraçar este projecto após enfrentar várias adversidades administrativas demonstra o seu firme cometimento para com o desenvolvimento do desporto moçambicano.

“Esta é a segunda maior competição nacional da modalidade e a nossa convicção é de que vamos continuar a trabalhar como parceiros, alegrando os moçambicanos em prol do desenvolvimento do desporto. Queremos que a Taça Moçambique Tmcel cresça cada vez mais com a diversificação de produtos e actividades, com vista ao seu engrandecimento”, frisou.

Instado a pronunciar-se sobre a importância desta prova, Nacir Armando, treinador da União Desportiva do Songo, considerou que ela desempenha um papel preponderante ao ajudar as equipas a participarem nas competições africanas. “Para o clube, a taça ora conquistada cobre realmente aquilo que não conseguiu conquistar ao longo da época e deixa-nos honrados, porque fizemos uma época muito cansativa, mas acabamos por ter como compensação a conquista da Taça Moçambique Tmcel”, destacou.

Importa realçar que este é o segundo ano que a União Desportiva do Songo vence a taça, depois da conquista em 2016. Este ano, o clube participou na Liga dos Campeões Africanos, onde não conseguiu alcançar as suas ambições de chegar à fase de grupos.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom