Faixa publicitária
Banco Mundial doa 500 milhões de Dólares directamente ao “saco azul” do Governo da Frelimo
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira  em 06 Maio 2019 (Actualizado em 09 Maio 2019)
Share/Save/Bookmark

Foto de Adérito CaldeiraO Grupo Banco Mundial anunciou na passada sexta-feira (03) que vai doar 500 milhões de Dólares norte-americanos para ajudar Moçambique a mitigar o impacto do Ciclone IDAI, que há cerca 2 meses devastou a Província de Sofala. É dinheiro que vai directamente para os cofres do Governo, dará para reforçar o "saco azul" gerido à margem do Orçamento do Estado e ainda contribuir na propaganda do partido Frelimo na reeleição dos seus candidatos.

"Estou aqui para mostrar o nosso apoio e ter uma melhor entendimento sobre os impactos dos ciclones Idai e Kenneth" disse David Malpass a jornalistas assinalando ter visto como o canal do Chiveve, recentemente reabilitado com ajuda do Banco Mundial, foi importante para minimizar o impacto das inundações em alguns bairros da cidade da Beira.

Na sua primeira viagem à África como presidente do Grupo Banco Mundial anunciou que a instituição "vai disponibilizar 545 milhões de Dólares, da nossa Janela de Resposta a Crises, que serão repartidos em 350 milhões para Moçambique, 120 milhões para o Malawi e 75 milhões para as agências das Nações Unidas que estão a prestar ajuda aos necessitados no Zimbabwe".

"Haverão mais 150 milhões de Dólares para acelerar os nossos programas em curso em Moçambique. A assistência total para Moçambique serão 500 milhões de Dólares, 350 milhões da Janela de Resposta a Crises e 150 milhões para acelerar os programas no terreno", revelou David Malpass que explicou em conferência de imprensa em Maputo que o dinheiro será disponibilizado pela IDA (Associação Internacional para o Desenvolvimento) directamente para Governo de Filipe Nyusi.

Recorde-se que apesar da suspensão do Programa financeiro do Fundo Monetário Internacional, em 2016, o Banco Mundial nunca suspendeu o seu apoio financeiro ao nosso país. Em 2016 disponibilizou o equivalente a 12,3 biliões de Meticais, em 2017 outros 9 biliões de Meticais e em 2018 mais 11,8 biliões de Meticais.

Aliás antes do anúncio destas doações a instituição financeira bilateral tinha colocado à disposição de Moçambique 90 milhões de Dólares para Fortalecer a Resiliência de Moçambique à Desastres Naturais, dos quais 9 milhões foram para ajuda de emergência relacionada com o Ciclone IDAI.

Importa ainda recordar que o @Verdade revelou que a partir dos fundos disponibilizadas pelos parceiros de cooperação e pelo Banco Mundial sucessivos governos do partido Frelimo criaram e mantém um "saco azul" à margem do Orçamento de Estado, desde 1999. Identificado pelo Tribunal Administrativo como Saldos de Caixa tinha acumulado em 2017 mais de 63 biliões de Meticais.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom