Faixa publicitária
Prime Rate em Moçambique abaixo dos 20 por cento porém bancos comerciais não mexem nas margens
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira  em 31 Janeiro 2019 (Actualizado em 04 Fevereiro 2019)
Share/Save/Bookmark

O Banco de Moçambique (BM) mantém os seus esforços para melhorar o custo do dinheiro nos bancos comerciais baixando, pelo segundo mês consecutivo, o Indexante Único que empurrou a Prime Rate pela primeira vez para baixo dos 20 por cento. No entanto 3 meses decorreram e os bancos comerciais não mexem nas suas margens.

Dando seguimento as suas últimas decisões de relaxamento da sua política monetária o BM reduziu novamente o seu Indexante Único, dos 15 por cento definidos em Dezembro último para 14,70 por cento nesta quinta-feira (31).

Banco de Moçambique

No entanto estas tentativas de baixar as taxas de juro a retalho estão longe de responder a ânsia dos moçambicanos pois os bancos comerciais não relaxam as suas margens desde Outubro de 2018. O Prémio de Custo que é calculado trimestralmente pela Associação Moçambicana de Bancos (AMB) continua nos 5,20 por cento.

Ainda assim, e empurrada pelo Indexante do banco central, a Prime Rate do Sistema financeiro voltou a baixar e está cifrada em 19,90 por cento, comparativamente aos 20,20 definido em Dezembro de 2018.

Entrevistado pelo @Verdade no final do ano passado o presidente da AMB, Teotónio Comiche, explicou que: “se a economia continuar a avançar como está avançar eu espero que a situação seja boa para todos porque a questão das taxas de juro é muito importante não só para a população mas para os bancos, quanto mais tivermos taxas de juro razoáveis ganhamos todos”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom