Faixa publicitária
Ministro Maleiane promete não hipotecar gás do Rovuma para pagar credores da Proindicus e MAM
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira  em 22 Novembro 2018 (Actualizado em 28 Novembro 2018)
Share/Save/Bookmark

O ministro da Economia e Finanças prometeu nesta quarta-feira (21) que o Governo não está a negociar com os credores das dívidas da Proindicus e da MAM hipotecar o gás natural da Bacia do Rovuma, tal como acordou com os credores da EMATUM.

Intervindo na sessão plenária de perguntas dos deputados da Assembleia da República ao Governo o ministro Adriano Maleiane afirmou: “Posso vos assegurar também que nós não estamos a admitir a hipótese de usar o mesmo instrumento do VRI para a dívida sindicada, portanto são situações completamente diferentes e nós estamos a trabalhar nessa base”.

O titular da Economia e Finanças referia-se as negociações com os bancos Credit Suisse e o VTB que detém as dívidas de 1,1 bilião de dólares das empresas Proindicus e Mozambique Asset Managment (MAM). Os aludidos VRI são uma série de instrumentos de valorização associados às receitas fiscais dos projectos de gás da Área 1 e Área 4 na Bacia do Rovuma que o Executivo acordou pagar aos credores da EMATUM.

Após o anúncio de acordo de princípios entre Moçambique e parte dos credores da EMATUM o Credit Suisse afirmou, em comunicado citado pela agência de informação financeira Bloomberg, ter expectativa de atingir uma resolução rápida numa base semelhante para o empréstimo da ProIndicus.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom