Faixa publicitária
Metrobus vai chegar à cidade da Beira
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz  em 27 Abril 2018
Share/Save/Bookmark

Foto de Fim de SemanaO ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, prevê para breve a introdução na cidade da Beira do sistema integrado de transportes de passageiros composto por automotoras e autocarros (Metrobus), através duma parceria entre o Governo e um operador privado de transporte público.

Carlos Mesquita garantiu que o programa de implementação do Metrobus contempla a sua expansão para as cidades da Beira e Dondo, na província de Sofala, sendo que para Beira a sua operacionalização poderá ocorrer entre os meses de Julho e Agosto do corrente ano.

“É uma questão que ainda vai ser discutida do ponto de vista operacional e sob o ponto de vista estrutural entre a empresa CFM-Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique e o operador do projecto Metrobus”, referiu o governante.

Desde Dezembro do ano passado que a cidade da Matola e a vila municipal de Boane, ambas na província meridional de Maputo, estão ligadas à capital do País, através deste sistema integrado de transportes.

“Os resultados alcançados pelo Metrobus em Maputo são muito bons”, disse Carlos Mesquita. A supervisora de assistência ao cliente do Metrobus,

Dalila Ismael, manifestou, igualmente, estar satisfeita com o número de pessoas que estão a aderir aos serviços, pois está a superar as expectativas. “Por viagem, temos registado uma média de 540 passageiros no comboio-metro, sendo 240 sentados e os restantes em pé.

A média diária situa-se em 3.800 passageiros transportados”, indicou. Dalila Ismael revelou que o plano de expansão do projecto em Maputo contempla, para breve, a cobertura dos distritos da Manhiça, Marracuene e Namaacha: “Já temos plataformas em Moamba, Pessene e Tenga”, frisou.

Segundo consta, as vantagens comparativas deste tipo de transporte residem na célere emissão do passe mensal, que leva apenas dois minutos, bastando para tal a apresentação do bilhete de identidade e 145 meticais, dos quais 45 meticais são referentes ao cartão e 100 meticais ao valor mínimo da recarga.

Outro atractivo é que o serviço reserva espaço para pessoas portadoras de deficiência física, mulheres grávidas e idosos, para além da disponibilização de uma ambulância para atender às situações de emergência, garantindo primeiros socorros em casos de acidentes.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom