Com indústria manufactureira a desaparecer Independência económica de Moçambique nem no futuro melhor
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 03 Outubro 2017 06:19

Foto de Adérito CaldeiraO agora empoderado presidente Filipe Nyusi manifestou durante o Congresso do seu partido que decorreu na Matola o desejo de ver Moçambique “conquistar a Independência económica”. Contudo, além do insustentável endividamento externo que o seu partido nos tornou reféns, os sucessivos governos do partido Frelimo consolidaram uma economia que em vez de transformar localmente os nossos recursos naturais exporta-os quase em forma primária o que tem levado ao desaparecimento da indústria manufactureira e a consequente desindustrialização prematura. Indústrias outrora emblemáticas como a Mabor, IMA, Loumar, ENIEL, Pintex ou Texlom há muito fecharam as suas portas e é pouco provável que no futuro, que nos continua a ser prometido que será melhor, a dependência de importações diminua.

Continuar...
 
Fraca conclusão do ensino primário em Moçambique também deve-se a distância entre casa e escola
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 02 Outubro 2017 06:31

Foto de Adérito CaldeiraAs taxas de conclusão do ensino primário no nosso País continuam a ser baixas, nos anos mais recentes o numero de alunos que concluíram a escola primária inclusivamente caiu para cerca de 48 por cento, dos 88 por cento de alunos que iniciam o ano lectivo. Oficialmente o absentismo dos professores e alunos é apontado como uma das principais causas, a par da fraca capacidade dos educadores em ensinar. Porém o @Verdade apurou que existe um outro factor que está a ser descurado: a distância entre os locais de habitação e as escolas.

Continuar...
 
Moçambique afunda-se no “Ranking de Competitividade” e torna-se num dos piores países do mundo para fazer negócios
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 29 Setembro 2017 08:50

@VerdadeEnquanto o partido que governa Moçambique há mais de quatro décadas está reunido na Matola auto avaliando-se positivamente e em vangloriando-se de feitos supostamente brilhantes o Fórum Económico Mundial (WEF, na sigla em inglês) divulgou o seu Ranking de Competitividade onde a “Pérola do Índico” afundou para o 136º lugar, dentre 137 países avaliados. Com uma pontuação de 2,9, contra 3,1 do ano passado, só é pior do que o nosso País o Iémen.

Actualizado em Sexta, 29 Setembro 2017 17:03
Continuar...
 
Modelo de descentralização em curso dificilmente poderá trazer estabilidade política a Moçambique
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 28 Setembro 2017 08:03

Foto do partido Frelimo“Um dos assuntos cruciais da nossa jovem democracia tem a ver com a descentralização” reconheceu Filipe Nyusi no discurso inaugural do Congresso do partido Frelimo que decorre na Matola. Porém o académico Salvador Forquilha argumenta que “o modelo de descentralização em curso (...) num contexto marcado por uma forte tradição centralizadora e por uma ideologia de unidade nacional, que olha para a descentralização como uma ameaça ao Estado unitário, dificilmente pode jogar um papel relevante na gestão do conflito e trazer estabilidade política ao País”.

Actualizado em Quinta, 28 Setembro 2017 08:53
Continuar...
 
Presidente do partido Frelimo aponta combate a corrupção como “mais urgente e vital de todos os desafios” mas não fala sobre as dívidas ilegais e expressa gratidão a Guebuza
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 27 Setembro 2017 07:51

Foto do Zitamar NewsTeve início nesta terça-feira(26) na cidade da Matola o 11º Congresso da Frelimo - na verdade é o 9º Congresso do partido criado em 1977, os primeiro dois foram da então Frente de Libertação de Moçambique –, o primeiro sob a liderança de Filipe Jacinto Nyusi que afirmou que “o combate a corrupção é o mais urgente e vital de todos os desafios”. Candidato único a sua própria sucessão o presidente do partido no poder não se referiu ao maior escândalo de corrupção que precipitou a crise económica e financeira que estamos viver e terminou o seu discurso saudando o seu antecessor, Armando Guebuza, justamente o responsável mor pelas dívidas ilegais. Salvo a entrada que “sangue novo” na Comissão Política e uma eventual mudança de secretário-geral não são expectáveis grandes novidades da reunião magna dos camaradas que decorre até ao próximo dia 1 de Outubro.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 6 de 64
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.