“Na agricultura parece que é proibido falar-se de subsídios, mas não tem nenhum mal falar de subsídio ao combustível, ao pão”, Francisco Ferreira dos Santos
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 09 Março 2018 08:01

Foto de Adérito CaldeiraUma das razões do insucesso do agro-negócio em Moçambique é porque o Estado em vez de subsidiar a maioria do povo que são produtores agrícolas tem optado por subsidiar a minoria que vive nas zonas urbanas. “Na agricultura parece que é proibido falar-se de subsídios, mas não tem nenhum mal falar de subsídio ao combustível, não tem nenhum mal falar do subsídio ao pão” afirma Francisco Ferreira dos Santos, um dos líderes da mais antiga empresa que opera no sector da agricultura no nosso país, que deixa alguns recados ao Governo: “aqueles países que têm sucesso na agricultura fazem subsídios fortíssimos” e “esta desvalorização da moeda veio ajudar, e muito a produção agrária”.

Actualizado em Sexta, 09 Março 2018 08:37
Continuar...
 
Combate a Corrupção tem sido condicionado em Moçambique pela falta de dinheiro
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 08 Março 2018 07:55

Foto da Presidencia da RepúblicaHá quatro anos que o Combate a Corrupção em Moçambique é feito sem um Plano Estratégico, o último findou em 2014 e a falta de dinheiro ditou que o novo Plano só fosse lançado esta quarta-feira (07). A directora do Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC) enfatizou a necessidade de dotar a instituição “de recursos humanos, materiais e financeiros suficientes”, quiçá em alusão aos cortes orçamentais que a instituição tem sofrido para o seu funcionamento e investimento. Intervindo na cerimónia o Presidente da República disse que a instituição “deve ser criativa” para trabalhar sem os fundos que precisa.

Continuar...
 
Prime Rate volta a baixar em Moçambique mas bancos comerciais mantêm suas taxas “agiotas”
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 07 Março 2018 07:29

A Prime Rate do Sistema Financeiro voltou a reduzir em Março porém os bancos comerciais que operam em Moçambique teimam em manter as suas altas margens por cada categoria de crédito que vendem obrigando os moçambicanos a pagar taxas de juro idênticas às cobradas pelos agiotas. Equivocadamente o Presidente Filipe Nyusi anunciou durante a sua visita à Suíça que as taxas de juro haviam descido para 18 por cento!

Continuar...
 
Moçambique suspende importação de polony, salsichas e carnes frias de frango da África do Sul para prevenir surto de listeriose
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 06 Março 2018 07:50

As autoridades moçambicanas decidiram suspender esta segunda-feira (05) a importação de alimentos à base de frango processados pelas empresas sul-africanas Enterprise Foods e Rainbow Chicken. Foi igualmente suspensa a comercialização desses produtos no nosso país, na sequência de um surto de listeriose que afecta o país vizinho desde o início de 2017 e já causou pelo menos 176 mortos. Numa altura em que Moçambique está a ser assolado por diarreias e cólera, devido a época chuvosa, o Ministério da Saúde alerta que os sintomas desta doença assemelham-se a diarreia e também a gripe.

Actualizado em Terça, 06 Março 2018 08:31
Continuar...
 
Zandamela provoca jovens moçambicanos para não deixarem decisão do uso das receitas da exploração dos recursos naturais na mão dos políticos
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 05 Março 2018 07:22

Foto de Adérito CaldeiraNuma altura em que o Governo de Filipe Nyusi tenta diluir no seu deficitário Orçamento do Estado as mais valias obtidas no negócio entre a Eni e a Exxon, o Professor Doutor Rogério Zandamela provocou os jovens moçambicanos a entrarem “no debate sobre como criar um fundo de riqueza nacional” para “que a utilização das receitas resultantes da exploração dos recursos naturais não renováveis não constitua uma decisão exclusiva dos formuladores de política económica”.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 4 de 72
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.