Alegria do BCI vem do investimento na Dívida Pública Interna de Moçambique e das taxas de juros de “agiotas” que deram lucros inéditos
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 18 Junho 2018 07:26

O banco que diz ser “daki”, mas na verdade sempre foi português, facturou aqui 8,1 biliões de meticais aplicando aos moçambicanos, a quem diz fazer feliz, taxas de juros de “agiotas”. Estes lucros inéditos obtidos em 2017 pelo Banco Comercial e de Investimentos (BCI) só foram possível graças a crise económica e financeira que Moçambique enfrenta que lhe possibilitou rendimentos bilionários investindo na Dívida Pública Interna que o Governo Filipe Nyusi aumentou mais 100 mil por cento. Paradoxalmente o BCI foi um dos investidores das dívidas ilegais da Proindicus e da EMATUM que precipitaram a crise em que estamos mergulhados.

Actualizado em Segunda, 18 Junho 2018 07:54
Continuar...
 
Água potável de Corumana não chegará a Maputo antes de 2020
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 15 Junho 2018 08:11

Foto de Adérito CaldeiraOs citadinos de Maputo, Matola, Boane e de Marracuene terão de aguardar até pelo menos 2020 para começarem a consumir água potável proveniente da barragem de Corumana. O @Verdade apurou que embora a conduta adutora de 95 quilómetros esteja quase operacional falta edificar uma Estação de Tratamento cujas obras ainda não tem data para iniciar. Ironicamente o custo das obras em Corumana e a construção da adiada barragem de Moamba Major está orçado em um quarto das dívidas ilegais, aqueles 500 milhões de dólares norte-americanos que a Kroll não conseguiu apurar como os gestores da Proindicus, EMATUM e MAM gastaram e o Governo do partido Frelimo não está interessado em esclarecer.

Continuar...
 
Campanha agrária foi boa em Moçambique mas meio milhão de pessoas está em insegurança alimentar em Tete, Gaza e Inhambane
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 14 Junho 2018 05:45

Grafismo de Nuno TeixeiraO Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA) avalia como “boa” a 1ª época campanha agrária 2017/18 esperando uma produção de 3,1 milhões de cereais, 800 mil toneladas de leguminosas dentre as principais culturas alimentares e de rendimento. No entanto a escassez de chuva no Sul e em algumas Regiões do Centro, aliada às pragas, afectaram 5,2 por cento da área semeada e deixaram em insegurança alimentar aguda e a precisar de assistência humanitária imediata cerca de 500 mil moçambicanos em 19 distritos das províncias de Tete, Gaza e Inhambane. Paradoxalmente o Governo de Filipe Nyusi só disponibilizou 22 milhões de meticais dos 291 milhões previstos para acção de emergência na agricultura.

Continuar...
 
Al Shabaab moçambicano desafia ministro do Interior e mata mais cinco civis e dois membros das FDS em Cabo Delgado
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 13 Junho 2018 07:53

Grafismo de Nuno TeixeiraDesafiando as Forças de Defesa e Segurança (FDS), que estão a ser comandadas em Cabo Delgado por uma brigada central liderada pelo ministro do Interior, o Al Shabaab moçambicano protagonizou novos ataques a aldeias do Norte do país, na segunda (11) e terça-feira (12), onde assassinou pelo menos mais cinco civis e dois militares elevando para 39 o número de mortos desde o passado dia 27 de Maio.

Continuar...
 
IDE caiu pelo 4º ano consecutivo; Moçambique parece um doente a precisar de sangue e cortam-se “partes do corpo para que possa sobreviver com o pouco sangue que tem”
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 12 Junho 2018 08:12

Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e DesenvolvimentoMoçambique que já foi um dos três principais destinos de capitais privados externos na África Subsariana tendo recebido 6,1 biliões de dólares norte-americanos no ano de 2013. Desde então o Investimento Directo Estrangeiro (IDE) não tem parado de reduzir, particularmente depois da descoberta das dívidas ilegais da Proindicus e MAM, tendo-se cifrou-se em apenas 2,2 biliões de dólares em 2017. O professor Carlos Nuno Castel-Branco, um dos “profetas” da crise que vivemos, compara o nosso país a um paciente que: “em vez de darmos mais sangue ao doente, estamos a cortar partes do seu corpo para que ele possa sobreviver com o pouco sangue que tem dentro de si”.

Actualizado em Terça, 12 Junho 2018 11:11
Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 76
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.