Eixxx só a cerveja não sobe em Moçambique, desde o mandato de Guebuza, e ainda dá lucros inéditos às CDM
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 13 Julho 2018 08:36

Foto de Adérito CaldeiraNum país onde há dois anos todos os produtos alimentares têm sido revistos em alta, todos os serviços públicos foram agravados o único produto cujo preço não subiu foi a cerveja! Aliás o @Verdade apurou que mesmo não aumentando os preços das suas principais marcas, desde o mandato de Armando Guebuza, e num ano em que deu de beber aos moçambicanos 4 garrafas a 100 meticais e ainda receber troco de 40 meticais, as Cervejas de Moçambique (CDM) obtiveram as suas melhores receitas de sempre: 16,7 biliões de meticais. Quem lucra, além do grupo belga-brasileiro, é o Governo, o partido Frelimo e até mesmo a ministra da Juventude e Desportos.

Actualizado em Sexta, 13 Julho 2018 10:39
Continuar...
 
Linhas Aéreas de Moçambique “khenyadas” pelo Moçambola; IGEPE ainda não nomeou Comissão de Gestão
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 12 Julho 2018 08:15

Grafismo de Nuno TeixeiraA imposição do Moçambola pelo Presidente Filipe Nyusi terá sido uma das decisões que “khenyou” as Linhas Aéreas de Moçambique (LAM). O @Verdade descobriu que a Liga Moçambicana de Clubes (LMF) é um dos maiores devedores da companhia aérea de bandeira nacional com um saldo actual de 95 milhões de meticais. Uma semana após decidir a cessação de funções dos membros do Conselho de Administração (CA) das LAM o Instituto de Gestão das Participações do Estado (IGEPE) ainda não criou a anunciada Comissão de Gestão da empresa. O @Verdade sabe que convidados a demitirem-se nem todos os membros do CA o fizeram e continuam a trabalhar normalmente.

Continuar...
 
Promessa de Moçambique “sulcado de vias de acesso transitáveis” cada vez mais uma miragem
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 11 Julho 2018 08:18

Grafismo de Nuno TeixeiraA promessa do Presidente Filipe Nyusi de não descansar “enquanto não tiver um país sulcado de vias de acesso transitáveis” é cada vez mais uma miragem. Em 2018 apenas 150 dos 455 quilómetros de estradas nacionais e regionais serão reabilitadas. Somente mais 250 quilómetros de estradas deverão ser asfaltadas para uma meta de mais de 2 mil quilómetros no final do mandato. O motivo, que não é assumido publicamente, é a crise precipitada pela descoberta das dívidas da Proindicus e MAM.

Actualizado em Quarta, 11 Julho 2018 11:40
Continuar...
 
Presidente Nyusi reconhece que o modelo económico de desenvolvimento de Moçambique "afigura-se insustentável" e anunciou o início do "pós crise"
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 10 Julho 2018 07:02

Foto da Presidencia da RepúblicaO Presidente Filipe Nyusi reconheceu nesta segunda-feira (09) que modelo económico que colocou o nosso país a crescer a uma média de 7 por cento até antes da descoberta das dívidas ilegais “afigura-se insustentável”, não tendo no entanto apresentado uma alternativa de desenvolvimento que não aumente o número de pobres. Discursando numa das únicas empresas pública que não está em falência o Chefe de Estado anunciou triunfalista que os nossos principais indicadores económicos “marcam o início do pós-crise” em Moçambique.

Continuar...
 
Apesar de intervencionadas só 14 mil dos 30 mil quilómetros de estrada MOPHRH considera que 32 por cento das vias em Moçambique são boas
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 09 Julho 2018 08:26

Foto do Ministério das Obras Públicas Habitação e Recursos HídricosAs dívidas ilegais continuam a condicionar o desenvolvimento de Moçambique, o sector das estradas é um dos mais afectados pela suspensão do apoio dos Parceiros de Cooperação. Dos 127 biliões de meticais que o Ministério das Obras Públicas Habitação e Recursos Hídricos necessitava em 2017 apenas conseguiu financiamento de cerca de 11,7 biliões deixando dezenas de milhares de quilómetros de estradas prioritárias por serem intervencionados. “As estradas são as veias por onde corre o desenvolvimento” afirmou João Machatine que herdou um pelouro que no ano passado só conseguiu intervencionar 14.037 quilómetros de vias de acesso, principalmente não asfaltadas, mas considera que 32 por cento dessas vias são boas.

Actualizado em Segunda, 09 Julho 2018 09:01
Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 78
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.