Porque é que em Moçambique na cidade podemos vender a terra e a casa mas no campo não, João Carrilho
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 26 Maio 2017 08:18

Foto do OMRA Lei de Terras em vigor no nosso país é referenciada como sendo boa pela generalidades da sociedade porém alguns académicos consideram-na ultrapassada para a realidade actual. João Carrilho afirmou que o dispositivo legal deve ser repensado e lembrou que a norma constitucional de que a“terra não deve ser vendida, ou por qualquer outra forma alienada” é inspirada numa lei de 1917 proclamada pelo primeiro Congresso Soviete. Uma posição partilhada por António Francisco que recordou-se do provérbio africano “quando os brancos vieram para a nossa terra, nós tínhamos a terra e eles a bíblia, agora nós temos a bíblia e eles têm a terra”, o professor de Economia perguntou “depois dos brancos partirem quem ficou com a terra?”

Actualizado em Sexta, 26 Maio 2017 16:58
Continuar...
 
PGR está “acompanhar publicação nas redes sociais” e não tem data para divulgação de relatório da Auditoria a Proindicus, EMATUM e MAM
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 25 Maio 2017 07:53

Foto de Adérito CaldeiraEnquanto o povo moçambicano desespera pagando as dívidas inconstitucionais e ilegais da Proindicus, EMATUM e MAM o Ministério Público parece ter os seus esforços concentrados nos boatos que proliferam na internet. “Temos estado a acompanhar a publicação nas redes sociais de supostos ofícios da Procuradoria-Geral da República e relatório da Auditoria realizada numa clara manipulação da opinião pública” disse o porta-voz da instituição de Justiça que revelou não existir data prevista para a divulgação do relatório final da Auditoria às três empresas estatais, pois o mesmo continua a ser analisado “para aferir a sua conformidade com os termos de referência”, termos esses que não são de conhecimento público.

Continuar...
 
Sobrecarregado pela Federação e Liga de Clubes, Ferroviário da Beira conquista primeiro ponto na Liga dos Campeões
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 24 Maio 2017 07:45

Foto de Adérito CaldeiraEnfrentando a sobrecarga de cinco jogos em 17 dias, imposta pela Federação Moçambicana de Futebol e Liga de Clubes, os “locomotivas” da Beira somaram em Maputo, diante do El Hilal do Sudão, o primeiro ponto da sua história na Liga dos Campeões Africanos. “O estrago está feito, sinceramente aquilo que se submeteu a equipa do Ferroviário é desumano” afirmou o treinador Aleixo Fumo que ainda assim mostrou ser um Senhor, “acho que não é importante apontar os culpados, é arranjar soluções”.

Actualizado em Quarta, 24 Maio 2017 17:02
Continuar...
 
Cada vez mais moçambicanos vêem as eleições como menos livres e justas, constata o Afrobarómetro
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 23 Maio 2017 08:20

Na antecâmara de mais um ciclo eleitoral no nosso país um estudo da rede de investigação pan-Africana, o Afrobarómetro, constatou que cada vez menos moçambicanos vêem as eleições como livres e justas, “e apenas um em cada três acreditam que os votos são “sempre” contados de forma justa (32%) e que os partidos da oposição "nunca" são impedidos de se candidatarem (33%)”.

Actualizado em Terça, 23 Maio 2017 09:03
Continuar...
 
Conselho Constitucional pode invocar que não tem poderes para fiscalizar inconstitucionalidade dos empréstimos da Proindicus, EMATUM e MAM
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 22 Maio 2017 07:36

Foto de Naíta UsseneEmbora o Tribunal Administrativo, assim como uma Comissão Parlamentar de Inquérito, tenha constatado que as empresas Proindicus, EMATUM e MAM contraíram empréstimos de mais de 2 biliões de dólares sem a devida autorização da Assembleia da República, referida na alínea p) do n.º 2 do artigo 179, da Constituição da República, “Nem tudo o que viola a Constituição é fiscalizável pelo Conselho Constitucional”, esclareceu ao @Verdade um professor de Direito moçambicano que ainda prognosticou que o órgão de soberania presidido por Hermenegildo Gamito poderá argumentar que não tem poderes para declarar a inconstitucionalidade destas dívidas pois não fiscaliza actos políticos.

Actualizado em Segunda, 22 Maio 2017 09:06
Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 53
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.