Faixa publicitária
Presidente Nyusi vangloria-se de pagar dívidas inconstitucionais
Escrito por Adérito Caldeira  em 15 Janeiro 2020
Share/Save/Bookmark

Foto da Presidencia da RepúblicaO Presidente Filipe Nyusi vangloriou-se, após jurar “respeitar e fazer respeitar a Constituição”, do pagamento das dívidas inconstitucionais e ilegais da EMATUM, “melhorou a classificação da economia de Moçambique”, afirmou nesta quarta-feira (15).

Após ser investido para o seu 2º mandato como Presidente da República e depois de jurar “por minha honra respeitar e fazer respeitar a Constituição”, Nyusi classificou de avanço notável na economia a reestruturação da dívida inconstitucional e ilegal da Empresa Moçambicana de Atum (EMATUM).

“Esses avanços foram reconhecidos a nível internacional por agências de notação financeira como a Moddy e a Fitch. Há apenas dois meses, a Standard & Poor´s, melhorou a classificação da economia de Moçambique, retirando-a da categoria de incumprimento financeiro”, afirmou o Chefe de Estado.

Filipe Nyusi referia-se ao acordo que o Governo chegou em Outubro passado com os credores da EMATUM embora o Conselho Constitucional tenha especificamente declarado inconstitucional o empréstimo de 850 milhões de dólares norte-americanos, contraído em 2013 com Garantias Soberanas que violaram a Constituição da República e Lei orçamental, e que vai custar pelo menos 1,8 bilião de dólares a serem pagos até 2033.

Aliás este ano Filipe Nyusi pagou aos credores da EMATUM 40 milhões de dólares por terem aceite a reestruturação que novamente não foi aprovada pela Assembleia da República.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom