Faixa publicitária
Gerais 2019: “Al Shabaab” impede votação de 5400 eleitores em Cabo Delgado
Escrito por Redação  em 13 Outubro 2019
Share/Save/Bookmark

O presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) revelou que pelo menos 5.400 eleitores não irão votar na próxima terça-feira (15) nas sextas Eleições Presidências e Legislativas, e primeiras Provinciais, na Província de Cabo Delgado devido aos ataques terroristas que há 2 anos registam-se naquela região do Norte de Moçambique.

Abdul Carimo Sau, que falava em conferência de imprensa após desembarcar neste domingo (13) na Cidade de Quelimane, indicou que os cidadãos que estão impedidos de votar estão inscritos em de 10 mesas criadas em três distritos do Norte da Província de Cabo Delgado. “Uma no Distrito de Muidumbe, seis no Distrito de Macomia e três no Distrito de Mocímboa da Praia”, precisou.

“As populações que se encontravam em alguns locais dispersaram, infelizmente grande parte dessas populações dispersaram sem a sua documentação, o que tornaria impossível eles identificarem-se no dia da votação, sem os cartões de eleitor, sem os Bilhetes de Identidade ou outro tipo de documentação que eventualmente poderiam apresentar para poderem exercer o seu direito de voto”, explicou o presidente da CNE.

Na Província de Cabo Delgado foram recenseados 1.185.024 eleitores, que vão eleger 23 deputados da Assembleia da República e 82 para a Assembleia Provincial, apesar de há mais de 2 anos milhares de cidadãos viverem sob terror protagonizado por grupos armados até hoje não identificados e que são apelidados pelos locais de “Al Shabaab”, por serem constituídos por jovens.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom