Faixa publicitária
Apuramento Tóquio2020: Samurais perdem com Nigéria mas ao Senegal é que precisam vencer
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Adérito Caldeira  em 16 Novembro 2019
Share/Save/Bookmark

Foto FIBAQuase 3 meses após o último jogo à sério as Samurais voltaram a jogar e perderam diante das campeãs africanas. Mas decisivo para a selecção feminina de Moçambique é vencer ao Senegal neste domingo (17) para continuarem a sonhar com os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

Sem nenhum jogo desde 19 de Agosto, nem amigável, a principal selecção de basquetebol feminina do nosso país estreou-se neste sábado (16) ansiosa e sem entrosamento. Viu as nigerianas abrirem o placar e construirem uma vantagem de 8-21 pontos no 1º período.

As moçambicanas continuaram a ver as bi-campeãs africanas jogarem e atingirem os 26 pontos antes de Odélia Mafanela encestar pela primeira no 2ª período. A equipa nacional começou a defender melhor e um triplo de Delma Zita acordou o pavilhão do Maxaquene, mas a Nigéria acelerou e saiu para o intervalo com 19 pontos de vantagem.

Com a desistência da República Democrática do Congo a presença de Moçambique na meia-final do torneio pré-olímpico africano que decorre na Cidade de Maputo estava garantida e por isso Leonel Manhique deve ter instruído as suas pupilas a relaxarem e colocarem na quadra o que tem treinado. O entrosamento melhorou, a mão de Leia Dongue começou a aquecer (fez 26 pontos na partida) e as "Samurais" reduziram para 35-46 pontos.

Aproveitando algum relaxamento das nigerianas, o treinador tentou dar minutos de jogo a todas jogadoras, uma boa jogada finalizada por Ingivild Mucauro deu a impressão que Moçambique queria ganhar. Mas veio ao de cima a falta de ritmo competitivo e a Nigéria acabou por vencer sem suar muito por 48-57 pontos.

As "Samurais" voltam a quadra às 18 horas deste domingo para disputar com o Senegal uma das duas vagas do continente africano no torneio mundial que dá acesso aos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. As vice-campeãs africanas derrotaram mais cedo o Mali por 58-53 pontos e na quinta-feira (14) tinham vencido Angola por 75-71, classificando-se no 1º lugar do Grupo B.

A outra vaga será disputada pela Nigéria e o Mali.

 

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom