Faixa publicitária
Chanaya comanda Moçambique no Mundial de basquetebol sub-19
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Adérito Caldeira  em 22 Julho 2019
Share/Save/Bookmark

Foto da FIBA Após ter carregado Moçambique para uma impressionante vitória sobre as anfitriãs, no sábado (21), a extremo-poste Chanaya Pinto está a mostrar na Tailândia, onde decorre o Mundial sub-19, que passou de promessa a estrela do basquetebol moçambicano liderando a nossa a nossa selecção numa admirável recuperação este domingo (22) diante do Canadá, contudo insuficiente para somar a segunda vitória.

Enfrentando a selecção da casa Moçambique entrou a perder na estreia do Campeonato do Mundo de basquetebol sub-19 em femininos, Célia Sumbane marcou os 2 primeiros pontos e Chanaya empatou e fez a cambalhota no placar e comandou a equipa nacional para uma vantagem de 22-13 pontos no fim do 1º período.

Chanaya abriu as hostilidade no 2º período e contou com a ajuda das suas colegas para Moçambique sair para o intervalo a vencer 38-22 pontos.

Embora Yada Sriharaksa tenha aberto o placar do 3ª período com uma “bomba” as “Samurais” sub-19 mostraram na quadra que não estão no Mundial apenas para ganhar rodagem e dilataram o placar, ignorando a claque da casa na Arena I do Bangkok Thai-Japan Youth, para 56-28.

No derradeiro período Leonel Manhique deu-se ao luxo de rodar as suas pupilas e sem precisar de acelerar muito mais Moçambique venceu a sua primeira partido do Grupo A por 66-39 pontos.

Com 16 pontos Chanaya Pinto foi a melhor marcadora do jogo onde fez 9 ressaltos, 6 roubos e ainda 4 assistências.

Faltou tempo para vencer o Canadá

Já este domingo (21) a nossa selecção voltou a entrar mal para o jogo, desta vez diante do Canadá que na véspera perdera com a Letónia por 65-54 pontos, tendo visto as canadianas chegarem aos 4-0 antes Ester Gomes abrir o placar com uma “bomba”. O Canadá controlou a partida e ampliou a vantagem para 11-3 até Ester voltar a reduzir, desta vez com 2 pontos, mas a nossa selecção perdeu o 1ª período por 20-9 pontos.

No 2º período as canadianas continuaram mais eficazes e alargaram a vantagem para 28-9 pontos. As “Samurais” sub-19 demoraram 5 minutos para converter o primeiro cesto, por Chanaya Pinto da linha de lançamentos livres. Estava dado o mote para o início da recuperação, 37-24 pontos era o placar ao intervalo.

As canadianas voltaram a marcar primeiro no 3º período e chegaram aos 45-29, Chanaya carregou a selecção e com uma “bomba” reduziu a desvantagem para 56-43 pontos.

No derradeiro período Moçambique sofreu primeiro antes de conseguir encestar porém as “Samurais” sub-19 nunca desistiram e nos 3 minutos finais mostraram a sua força. Uma “bomba” de Carla Budane deu fôlego, Chanaya reduziu para 4 pontos a desvantagem da linha de lançamentos livres. Leonel Manhique pediu desconto e numa jogada de laboratório Filipa Calisto acertou uma “bomba” deixando o jogo a 60-59 pontos com 30 segundos para o cronómetro estourar... depois já não houve tempo para a reviravolta.

Com 23 pontos convertidos Chanaya Pinto voltou a ser a melhor marcadora da partida, que decorreu na Arena II do Bangkok Thai-Japan Youth, tendo feito ainda 11 ressaltos, 4 roubos e 3 assistências.

Moçambique ocupa o 3º lugar do Grupo A com 3 pontos, os mesmos do Canadá, e vai terminar a fase de grupos enfrentando a Letónia, líder invicta com 4 pontos, que no seu segundo jogo venceu a Tailândia por 57-74 pontos, na próxima terça-feira (23).

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom