Faixa publicitária
União Desportiva do Songo garantiu apuramento inédito para fase de grupos da Taça CAF; Costa do Sol eliminado
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Adérito Caldeira  em 19 Abril 2018
Share/Save/Bookmark

Foto da página da União Desportiva do Songo no facebookUm golo de Kambala garantiu a União Desportiva do Songo o apuramento inédito para a fase de grupos da Taça da Confederação Africana de futebol (CAF) embora tenha perdido no diante do Al Hilal Elobied. “O campo parecia que estava inclinado, conseguimos marcar o golo na altura certa e soubemos sofrer”, resumiu Chiquinho Conde. Ainda na noite desta quarta-feira (18), em Maputo, o Costa do Sol foi incapaz de anular a desvantagem de 3 golos sofridos no Ruanda.

A vantagem de 3 a 1 conquistada no “Caldeirão do Chiveve”, no jogo da 1ª mão, foi decisiva para o apuramento dos campeões nacionais que no Sudão enfrentaram um ambiente visivelmente hostil no relvado, e fora dele.

Diante do seu público o Al Hilal Elobied entrou para virar a eliminatória, como prometera o seu treinador, e só depois de 20 minutos sufocantes os “hidroeléctricos” conseguiram sacudir a pressão e tiveram a frieza para adiantar-se no marcador. Banda teleguiou o esférico para Kambala que na grande área foi imperial e gelou o estádio.

Mais experientes nas competições da CAF, e com o quarteto de arbitragem do seu lado, os sudaneses chegaram ao empate ainda antes do intervalo.

Quando no início da 2ª parte o Al Hilal marcou o 2 a 1 o estádio voltou a sonhar com uma reviravolta na eliminatória mas os pupilos de Chiquinho Conde mostraram que têm estofo de campeões e souberam gerir a vantagem até o apito final que confirmou o apuramento, pela primeira vez na sua história, para a fase de grupos da segunda mais importante prova de clubes de futebol em África.

“O campo parecia que estava inclinado, conseguimos marcar o golo na altura certa e soubemos sofrer. Eu não costumo falar em termos individuais mas o Leo (em alusão ao guarda-redes Leonel) foi fantástico, eu tenho uma equipa fantástica, só me resta agradecer a eles” declarou Chiquinho Conde à Rádio Moçambique após a sua equipa qualificar-se com um agregado e 3 a 4 no somatório dos dois jogos.

Costa do Sol foi incapaz de anular a desvantagem

Em simultâneo, no estádio nacional do Zimpeto, o Costa do Sol tentou anular a desvantagem de 3 golos sofridos no Ruanda, mas sem sucesso.

Depois de uma entrada pouco confiante Isac abriu o placar, à passagem da meia hora. Oito minutos depois os “canarinhos” beneficiaram de uma grande penalidade mas o capitão Isac chutou para as nuvens.

Contudo, já em tempo de compensação, o pequeno (grande e rápido) avançado com um pontapé bem colocado bisou e deixou o Zimpeto a acreditar numa reviravolta.

A 2ª parte de foi de muito sofrimento, principalmente pelos lances desperdiçados pelos jogadores “canarinhos” que não só podiam ter empatado como feito a cambalhota na eliminatória.

Acabaram eliminados pelo agregado de 2 a 3 e o Rayon Sports tornou-se no primeiro clube do Ruanda a qualificar-se para uma fase de grupos da Taça CAF.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom