Faixa publicitária
Costa do Sol regressou às competições africanas com vitória na Taça da CAF
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Adérito Caldeira  em 12 Fevereiro 2018
Share/Save/Bookmark

Foto da CAF O Costa do Sol regressou às competições africanas de futebol com uma vitória tangencial sobre o Jwaneng Galaxy FC do Botswana. Valeu o golo do liberiano Terence perto do final do jogo da 1ª mão da pré-eliminatória da Taça da Confederação Africana de Futebol (CAF) disputado no sábado (10) no estádio nacional do Zimpeto, em Maputo.

Oito anos depois os “canarinhos” de Maputo voltaram as provas de clubes do nosso continente com alguma timidez diante de uma estreante equipa tswana que até criou os primeiros calafrios à baliza de Guirrugo, somando três remates antes dos vencedores da Taça de Moçambique começarem a assumir as despesas da partida.

O liberiano Terrence Tisdel voltou a carregar o Costa do Sol para o ataque, como havia feito na sua estreia na partida da Supertaça, fazendo o primeiro remate à baliza que beijou o travessão da baliza de Morake.

Impondo o seu ritmo de jogo os “canarinhos” passaram a dominar o jogo mas o seu ataque estava não estava inspirado, perto da meia hora Isac bem servido, isolou-se mas na cara do guarda-redes não teve frieza para visar a baliza.

Em contra ataque o Jwaneng Galaxy FC fazia o seu jogo, que claramente passava por não perder, e voltou do descanso melhor do que os anfitriões efectuando os primeiros remates à baliza de Guirrugo.

O ataque “canarinho” continuava perdulário tendo em Isac o seu maior expoente que novamente diante do guarda-redes Morake voltou a ser incapaz de abriu o marcador.

Mas quando o tswanas começavam a “embalar” o empate para o jogo da 2ª mão, marcado para o dia 21 em Lobatse, nos arredores de Gaberone, o jovem contratado esta época pelos “canarinha” desfez o nulo à passagem do minuto 88. Servido por Nélson no flanco direito Terrence isolou-se e diante do guardião Morake colocou o esférico por baixo desta, mostrando ao que seu colega a frieza que é preciso ter para se fazer golos.

O liberiano marcou o seu segundo golo em dois jogos oficiais do Costa do Sol.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom