Faixa publicitária
"Mambas" conquistam vitória inédita sobre a Zâmbia no arranque da qualificação para o CAN de 2019
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Adérito Caldeira  em 12 Junho 2017
Share/Save/Bookmark

A selecção nacional de futebol de Moçambique derrotou no sábado(10), em Ndola, a sua congénere da Zambia, graças a um golo tardio de Stanley Ratifo, no início das eliminatórias do Campeonato Africano das Nações(CAN) que será disputado em 2019 nos Camarões. É a primeira vitória de uma selecção moçambicana sobre a Zâmbia em 20 partidas oficiais disputadas nas últimas quatro décadas.

A jogarem no estádio Levy Mwanawasa os zambianos, habituados a vencerem Aos “Mambas”, cedo assumiram as rédeas da partida e o perigo começou a rondar a baliza de Victor, mas o primeiro remate com algum perigo só aconteceu no minuto 22 por Tembo, passou perto do poste.

O médio, na marcação de um livre directo à entrada da área descaído para a esquerda, chutou forte e com selo de golo mas Victor com uma sapatada defendeu para canto.

Durante os primeiros 45 minutos os “Mambas” foram inofensivos.

Depois do descanso os “Chipolopolo” continuaram a procura do golo. Mtonga, no minuto 54, recebeu a bola no centro da grande área, rodou e disparou mas a sua pontaria foi boa demais e acertou no poste. Na insistência a bola foi cruzada para área onde Daka cabeceou para as malhas laterais.

Quatro minutos depois Zainadine Júnior não se entendeu com o guarda-redes Victor e deixou-se antecipar por Daka que de ângulo difícil visou a baliza, mas o guardião moçambicano recuperou e fez uma boa mancha.

Depois da paciência em aguentarem a pressão zambiana os “Mambas”, nos dez minutos finais, começaram a procura do golo. Primeiro Ratifo, médio atacante moçambicano nascido em Halle an der Saale, na Alemanha, controlou com mestria a bola e lançou Telinho que entrou rápido pelo flanco direito, passou pelo guarda-redes Kennedy mas com a baliza escancarada não conseguiu acertar na bola no momento de reamtar.

No minuto 87 o capitão Dominguez interceptou um mau alívio dos zambianos, correu para grande área e chutou forte mas Kennedy defendeu com uma palmada e depois a defesa limpou.

Numa das poucas jogadas atacantes os “Mambas” fizeram história. A bola foi resposta em jogo, controlada chegou até Domiguez que a meio campo galgou terreno pelo flanco direito, fletiu para o centro e serviu Telinho. O jovem avançado foi até a linha e cruzou como mandam as regras, no primeiro poste Ratifo antecipou-se à defesa e ao guarda-redes e com o pé direito atirou a contar.

A vitória, a primeira de uma selecção moçambicana sobre a Zâmbia nas 20 partidas da CAF e FIFA disputadas em 42 anos, colocou os “Mambas” na liderança do grupo K com os mesmo pontos da Guiné-Bissau que ainda no sábado receberam e venceram a Namíbia também pela margem mínima.

O próximo adversário de Moçambique nestas eliminatórias é a selecção guineense, em Março de 2018.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom