Faixa publicitária
Selecções nacionais, em ambos sexos, conquistam apuramento inédito para Mundial de Vólei de Praia
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Adérito Caldeira  em 15 Maio 2017
Share/Save/Bookmark

Foto da FIVBAs selecções moçambicanas de voleibol de praia, seniores femininos e masculinos, não venceram o Africano da modalidade que foi disputado na cidade de Maputo mas conquistaram um inédito apuramento para o Campeonato do Mundo. Entretanto o presidente da Federação moçambicana de voleibol, Khalid Cassamo, renovou o apelo, “daqui para frente não temos mais como ir sozinhos e é preciso que tenhamos de facto apoios para que continuemos a sonhar em ir aos Mundiais”.

No Campeonato Africano que decorreu na praia da Miramar, entre sexta-feira e domingo, melhor classificada ficou a dupla masculina, Aldevino Nuvunga e Justino Tovela, que conquistou a medalha de bronze a derrotar a congénere da Serra Leoa por 2 sets a 1, com os parciais de 21-20, 21-20 e 15-12.

Já a dupla feminina moçambicana quedou-se na quarta posição após perder com o Ruanda por 2 sets a 0, com os parciais de 21-18 e 21-11.

Mas apesar destes resultados ambas selecções nacionais asseguraram o apuramento inédito para o Campeonato Mundial de Vólei de Praia em ambos sexos, agendado para Julho e Agosto na Áustria.

Recorde-se que as selecções nacionais sub-21, em ambos os sexos, também conquistaram conquistaram o direito inédito de representar o nosso continente no Mundial que terá lugar em Junho na China, após tornarem-se campeões africanos de voleibol de praia.

“Vamos ver se iremos ter condições de participar nesta competições, nós já informamos que a nossa a nossa capacidade em termos financeiro termina aqui, daqui para frente não temos mais como ir sozinhos e é preciso que tenhamos de facto apoios para que continuemos a sonhar em ir aos Mundiais”, afirmou o presidente da Federação moçambicana de voleibol, Khalid Cassamo.

“Senão formos não será a primeira vez, iremos lamentar, paciência não vamos morrer por isso mas ficaremos muito tristes, e eu sentirei bastante principalmente em relação aos atletas que sonharam almejar esta posição e não ver este sonho realizar-se será bastante desolador”, acrescentou Khalid Cassamo, aos microfones da Rádio Moçambique.

Marrocos em masculino e Ruanda em femininos sagraram-se campeões africanos de voleibol de praia, competição que pela primeira vez foi disputada no nosso país.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom