Faixa publicitária
Liga Basquetebol Masculinos: Ferroviário de Maputo, Desportivo, Costa do Sol e Maxaquene nas meias-finais
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Duarte Sitoe  em 23 Junho 2015
Share/Save/Bookmark

O Ferroviário de Maputo apurou-se, na noite de segunda-feira (22), para as meias-finais da Liga Nacional de Basquetebol sénior masculino após vencer e convencer a Universidade Pedagógica de Nampula pelos esclarecedores 111 a 34, e o Desportivo de Maputo derrotou o Vaz Team da Beira, por 87 a 59. O Costa do Sol e o Maxaquene são as outras formações apuradas para as semifinais.

Na qualidade de primeiro classificado da fase regular, o Ferroviário de Maputo teve pela frente o adversário mais acessível da prova, ou seja, o último classificado da primeira etapa, a Universidade Pedagógica de Nampula.

Os locomotivas da capital do país não enfrentaram dificuldades para eliminar o conjunto universitário. A formação comandada pelo conceituado técnico, Carlos Aik, cilindrou o seu rival pelos estrondosos 111 a 34.

Na outra partida dos quartos-de-final, o Desportivo de Maputo afastou a aguerrida equipa do Vaz Team da Beira. Foi um confronto em que os alvinegros dominaram completamente, apesar da réplica dada pelo seu adversário. Os campeões da cidade saíram para o intervalo a vencer por uma diferença de dois pontos, 32 a 30.

No reatamento do jogo, a formação do Chiveve tentou mudar o rumo dos acontecimentos; porém, a equipa de Bernardo Matsimbe não deu espaços de manobra ao seu rival.

Nos últimos dois períodos, por falta de rodagem, o Vaz Team não conseguiam resistir à pressão feita pelos jogadores alvinegros nas saídas de bola. Nesta etapa, o Desportivo converteu 55 pontos contra 29 dos beirenses e, no final do tempo regulamentar, venceu com uma diferença de 26 pontos, ou seja, 87 a 59.

Maxaquene elimina bicampeão

Ruiu o sonho do Ferroviário da Beira de conquistar pela terceira vez consecutiva a Liga Nacional de Basquetebol sénior masculino. Os bicampeões nacionais foram eliminados pelo Maxaquene.

Mesmo actuando com os seus dois jogadores estrangeiros, a equipa de Luiz Hernandez não conseguiu superar a armada tricolor que entrou para esta competição com o objectivo de voltar ao trono do basquetebol moçambicano.

Foi um embate, diga-se, impróprio para cardíacos, uma vez que o vencedor foi encontrado nos últimos segundos do quarto e derradeiro período. O Maxaquene foi mais eficaz em relação ao seu rival.

O conjunto de Hugo Martins e companhia converteu 63 pontos, mais um que o Ferroviário da Beira que, nesta competição, esteve aquém do esperado.

Quem também garantiu um lugar nas meias-finais foi o Costa do Sol que, nos quartos-de-final, bateu a Universidade Pedagógica de Maputo pelo resultado de 60 a 42.

Resultados dos quartos-de-final:

Maxaquene 63 – 62 Ferroviário da Beira

Ferroviário de Maputo 111 – 34 Universidade Pedagógica de Nampula

Desportivo de Maputo 87 – 59 Vaz Team da Beira

Costa do Sol 60 – 42 Universidade Pedagógica de Maputo

Na próxima fase, semifinais, que será disputada no sistema de play-offs a melhor de três, o Ferroviário de Maputo vai medir forças com o Maxaquene, enquanto o Desportivo defrontará o Costa do Sol.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom