Faixa publicitária
Basquetebol: Pavilhões em obras a 15 dias do Afrobasket
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Desporto
Escrito por Redação  em 06 Setembro 2013 (Actualizado em 07 Setembro 2013)

Quando faltam apenas 15 dias para o arranque do Campeonato Africano de Basquetebol sénior feminino, os palcos que irão acolher a prova continuam em obras.

A Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB), organismo liderado por Francisco Mabjaia, já identificou os dois espaços que vão acolher, entre 20 e 28 do mês em curso, o Campeonato Africano de Basquetebol sénior feminino, o “Afrobasket” de Maputo. Trata-se dos pavilhões do Desportivo e do Maxaquene, ambos na baixa da capital do país.

Contudo, a pouco menos de 15 dias do arranque do certame, os dois campos ainda encontram-se em obras.

Pavilhão do Maxaquene

É o local que a 20 de Setembro irá acolher a cerimónia de abertura, bem como a de encerramento, oito dias depois. Neste momento, naquele espaço decorrem as obras de melhoramento no tocante ao perímetro de segurança, em obediência das novas regras da Federação Internacional de Basquetebol (FIBA).

Ainda neste pavilhão decorrem também os acabamentos da tribuna de honra, bem como do espaço para a imprensa.

Pavilhão do Desportivo de Maputo

Mesmo ao lado do Maxaquene, está o Desportivo de Maputo cujas obras “intensivas” poderão arrancar nesta segunda-feira (09 de Setembro), devido ao torneio escolar “Basket-Show” que decorre naquele espaço até este sábado (07). Neste momento está em curso a instalação dos cronómetros digitais nas tabelas, sistema já instalado no pavilhão do clube tricolor.

No Desportivo ainda deve-se melhorar os balneários, bem como efectuar-se algumas melhoras no piso da quadra.

“Os pavilhões estarão prontos até o dia 18”

O presidente da FMB, Francisco Mabjaia, com um discurso tranquilizador, afirma que o seu organismo, responsável pela organização da prova, está por cima do assunto e que, segundo garantia dos empreiteiros, até ao dia 18 todas as obras estarão concluídas.

Por outro lado, aquele dirigente revela que o país vai receber, dentro de dias, o piso que será montado por cima do parquet do pavilhão do Maxaquene. “É um piso moderno, o mesmo que a nossa selecção feminina está a usar no estágio em Cuba” sustentou.

Outros pavilhões também em obras

Segundo apurou o @Verdade junto da FMB, os pavilhões do Estrela Vermelha, da Universidade A Politécnica bem como da Universidade Eduardo Mondlane, estão a receber, em simultâneo, obras de modernização para servirem de locais de treinos das selecções que estarão em Maputo à busca do mais cobiçado troféu de África a nível das selecções.

Moçambique continua em estágio em Cuba

A selecção nacional de basquetebol sénior feminina de Moçambique continua a cumprir o estágio pré-competitivo com vista o Afrobasket de Maputo. As “Samurais”, orientadas por Nazir Salé, estão a trabalhar afincadamente para “atacar” o pódio da prova, de modo a estarem no “Mundial”da Turquia agendando para o próximo ano.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom 
 
Faixa publicitária