Faixa publicitária
Estudantes ávidos por livros em Gaza
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vida e Lazer - Cultura
Escrito por Redação  em 05 Abril 2012
Share/Save/Bookmark

Numa iniciativa da Acção e Integração para o Desenvolvimento Global – AIDGLOBAL, em Moçambique, os estudantes do distrito de Chibuto, em Gaza, passaram a ter acesso a livros e, em apenas dois meses, realizaram mais de seis mil requisições de livros na Rede de Bibliotecas Escolares local. Nos próximos tempos o número pode ser incrementado. Será que é agora que a iliteracia será combatida?

Diferente dos estrondos de um relâmpago, a informação chegou-nos com muito agrado: “Mais de 6.000 requisições de livros, em apenas dois meses, na Rede de Bibliotecas Escolares do Chibuto, em Moçambique” foram realizadas desde o início do ano lectivo 2012.

É por essa razão que, muito recentemente, AIDGLOBAL saúdou a Biblioteca Municipal e as Bibliotecas Escolares do Distrito do Chibuto, na província de Gaza, pela grande quantidade de livros requisitados em tão pouco tempo. “Desde o início do ano escolar, o número de empréstimos atingiu os 6.130 exemplares”, precisam as fontes que estamos citar.

De acordo com documentos em nosso poder o projecto “Rede de Bibliotecas Escolares do Distrito do Chibuto” inserido no programa “Passaporte para a Leitura”, que orienta o trabalho efectuado pela AIDGLOBAL, no país, na área da Educação, tem como objectivo “combater a iliteracia das comunidades moçambicanas mais carenciadas, através da angariação do equipamento e material bibliográfico; da disponibilização de recursos pedagógicos, habilitando técnicos e professores para dinamizar as actividades votadas à promoção da leitura”.

Segundo os dados fornecidos pelo responsável da AIDGLOBAL em Moçambique, Hugo Jorge, a Biblioteca Escolar da Escola Secundária de Chibuto encontra-se à cabeça do ranking de requisições de livros, efectuadas entre os meses de janeiro e fevereiro de 2012. Em concreto, foram solicitados pelos estudantes desta escola um total de 4.970 exemplares, 2.645 por alunos do sexo masculino e 2.325 por alunos do sexo feminino.

O outro aspecto relevante é que na Biblioteca Municipal do Chibuto, o número de requisições durante estes dois primeiros meses do ano foi de 549. Ao passo que noutras bibliotecas escolares do distrito do Chibuto, os dados variam entre 306 na Biblioteca da Escola Secundária de Malehice, 195 na Biblioteca da Escola Primária Completa de Macunene, 84 na Biblioteca da Escola Secundária de Mohambe e 26 na Biblioteca da Escola Primária Completa de Maxuquete.

“A resposta magnífica dos alunos e da população às bibliotecas escolares e municipal é o sinal claro de que o nosso trabalho vale a pena e é para eles que devemos continuar a desenvolver todos os nossos esforços”, sublinha o responsável da AIDGLOBAL em Moçambique.

No seu empenho em melhorar o aceso ao livro e à cultura das crianças, jovens e adultos moçambicanos, a AIDGLOBAL vem lançando a campanha de angariação de fundos “Embaixadores para a Leitura”, que já conta com três grandes “embaixadores”: a Rede de Bibliotecas Escolares do Ministério de Educação, o Sr. Comendador Rui Nabeiro e o Dr. Pereira de Miranda da sociedade de advogados Miranda Correia Amendoeira & Associados e continua a investir na captação de novos doadores.

O projecto “Rede de Bibliotecas Escolares do Distrito do Chibuto” tem o apoio da Rede de Bibliotecas do Ministério de Educação e do Instituto de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD) e está em execução até agosto de 2012, beneficiando 187 professores e 9.620 alunos.

Comentários   

 
0 #1 Samora Machel - II 05-04-2012 10:00
É de louvar e engrandecer este tipo de iniciativas, pois só assim podemos diminuir o nível de analfabetismo no nosso país que ao mesmo tempo o conhecimento trará desenvolvimento na sociedade como dizia o primeiro presidente "fazer da escola uma base para o povo tomar poder".
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom