ADVERTISEMENT

Águas da Região de Maputo investe na manutenção de infraestruturas

adem-manutencao

Com vista a garantir o abastecimento contínuo de água às cidades de Maputo, Matola e ao município de Boane, na província de Maputo, a empresa Águas da Região de Maputo (AdeM), está a implementar o programa de manutenção de infraestruturas, conferindo-lhes longevidade do tempo de vida útil.

A acção, enquadrada na execução do Programa Acelerado e Integrado de Redução de Perdas (PAIRP), que visa imprimir mudanças profundas no desempenho e eficiência da empresa, tem por objectivo a optimização da prestação de serviços, através da rentabilização dos recursos disponíveis.

Os trabalhos de melhoria das condições de conservação das condutas, em curso, consistem, segundo explicou Arone Tivane, director de Projectos e Suporte Técnico da AdeM, consistem na reposição de abraçadeiras, nas condutas adutoras vandalizadas, bem como na melhoria das estruturas de suporte dos viadutos.

Com uma duração estimada de um mês, a actividade envolve, igualmente, o reforço de cantoneiras e limpeza das condutas que se encontram à superfície, com vista a protegê-las da corrosão.

Acresce-se ainda a este conjunto de acções, a colocação, ao longo do traçado das condutas adutoras, de chapas de sinalização sensibilizando as pessoas a não desenvolver quaisquer actividades, particularmente escavações, junto às condutas, dado o perigo que isso representa.

“A manutenção das infraestruturas tem por objectivo garantir a integridade, segurança e longevidade da rede de modo a assegurar o fornecimento contínuo da água, em quantidade e qualidade”, referiu Arone Tivane.

Paralelamente a isto, um grupo de jovens, contratados com carácter sazonal, procede à remoção do capim e resíduos sólidos depositados nas proximidades das condutas.

“A equipa de jovens que está a fazer a limpeza regular vai, igualmente, colaborar com a empresa, na detecção e comunicação de situações de fugas de água e sabotagem dos equipamentos, por forma a que possamos agir atempadamente”, explicou.

Um dos trabalhadores sazonais, Arnaldo Mate, considerou tratar-se de uma oportunidade para ganhar dinheiro e, deste modo, sustentar a sua família: “Estava desempregado e agora tenho esta oportunidade de ajudar a garantir o abastecimento de água às pessoas e ainda ganhar dinheiro. Irei também ajudar a combater a vandalização e sabotagem dos equipamentos da AdeM”, finalizou.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!