Faixa publicitária
Mnangagwa é escolhido para cargo de presidente provisório do Zimbabwe
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - África
Escrito por Agências  em 22 Novembro 2017
Share/Save/Bookmark

A União Nacional Africana do Zimbabwe-Frente Patriótica (ZANU-PF) designou nesta quarta-feira, oficialmente, o ex-vice-presidente Emmerson Mnangagwa para o cargo de presidente provisório após a renúncia de Robert Mugabe.

Segundo informaram meios de comunicação estatais, a decisão foi estipulada no seio do grupo legislativo governista, que tem maioria no Parlamento.

A cerimónia de posse está prevista para sexta-feira, e Mnangagwa deve chegar nesta quarta-feira(22) ao Zimbabwe. Além disso, o Parlamento já informou da decisão ao chefe de Gabinete do Governo, Misheck Sibanda, para que sejam iniciados os preparativos para o juramento do cargo.

A cerimónia está prevista para a próxima sexta-feira, e até lá o vice-presidente Phelekezela Mphoko, que se encontra no Japão, actuará tecnicamente como presidente interino, segundo esclareceram analistas jurídicos ao jornal estatal "The Herald".

Está previsto que Mnangagwa, que deixou o país pouco dias depois de ser destituído da vice-presidência, no último dia 6 de novembro, retorne a Harare.

Conhecido como "Crocodilo", o político explicou que tinha abandonado o país após receber ameaças de morte e, embora não tenha sido confirmado oficialmente, a imprensa local apontou que durante todo esse período ele se refugiou na vizinha África do Sul.

Em declarações feitas ontem à noite ao portal "NewsDay", pouco depois da renúncia de Mugabe, Mnangagwa felicitou o povo do Zimbábue pelo "momento histórico" e adiantou que já preparava a sua volta para casa com o desejo de ajudar em "uma transição pacífica para a consolidação" da "democracia".

Após 37 anos no poder, Mugabe, de 93 anos, renunciou nesta terça-feira e atenuou, assim, uma profunda crise política que tinha começado há uma semana com a tomada do controle do país por parte dos militares.

Mnangagwa, que no último domingo foi nomeado líder da ZANU-PF e candidato do partido às eleições presidenciais de 2018, é, portanto, o favorito para suceder Mugabe definitivamente no poder.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom